Votorantim Cimentos
Publicado em 30/05/2018Alvenaria estrutural ou concreto armado?
Estrutura em concreto armado permite flexibilizações nas plantas dos imóveis residenciaisCréditos: Shutterstock

Alvenaria estrutural ou concreto armado?

Confira as vantagens dos dois sistemas de estrutura mais utilizados no mercado

A alvenaria estrutural e o concreto armado são sistemas utilizados na estrutura de edifícios e conjuntos habitacionais. Como são muito conhecidos pelo mercado, saber suas diferenças e entender quando se deve optar por um método e por outro, exige um estudo preliminar. Mas você sabe se deve usar  alvenaria estrutural ou concreto armado? 

As resistências dos dois sistemas são semelhantes e suas escolhas derivam, basicamente, do tipo de projeto que se está trabalhando. “A alvenaria estrutural trata-se de um sistema construtivo em que as cargas são transmitidas às fundações por planos verticais, a própria parede. Dispensa-se, assim, a utilização de vigas, apoiando-se as lajes diretamente sobre as paredes”, explica Henrique Dinis, professor de Engenharia Civil da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Alvenaria estrutural ou concreto armado?

A alvenaria estrutural não permite modificações nas paredes se, posteriormente, o proprietário do imóvel quiser fazer alguma personalização na planta, retirando alguma delas, por exemplo. Dessa forma, é mais comum realizar imóveis cujos apartamentos possuam até 70 m² de dimensão com esse tipo de estrutura, pensando em seus vãos que são menores.

Já o sistema em concreto armado é mais utilizado em estruturas reticuladas, formadas por vigas e pilares. Logo, as paredes dentro dos imóveis são utilizadas apenas como vedação. “Se você tem apartamentos maiores, consequentemente, existem vãos maiores, salas maiores, quartos maiores, e isso inviabiliza a utilização da alvenaria estrutural e torna mais indicado o uso do concreto armado”, afirma Emerson Soares de Andrade, engenheiro civil da Elmo Engenharia.

Atualmente, Andreade está trabalhando com os dois sistemas em obras diferentes em Goiânia – no Residencial Padre Pereira, com apartamentos de 53 m², utilizando alvenaria estrutural, e no Flamboyant Residence Prime de 39 pavimentos e apartamentos de 89 m² a 183 m², utilizando concreto armado.  Ambos ficam em Goiânia.

O docente de engenharia civil do Mackenzie ressalta também que na escolha do concreto armado são considerados os projetos que possibilitam a grande repetição do uso das formas, que minimizam os custos do concreto armado e reduz os prazos de obra.

Vantagens de cada produto

Alvenaria Estrutural: De acordo com as fontes consultadas, uma das grandes vantagens da alvenaria estrutural é a sua velocidade em obra. “É possível realizar uma obra em alvenaria estrutural muito mais rápido porque você já vai fazendo estruturas e paredes ao mesmo tempo”, afirma Emerson Soares de Andrade.

Esse aumento da velocidade reduz também o tempo de obra, fazendo com que ela, possivelmente, seja entregue com antecedência – o que gera, também, economia financeira com a redução dos custos administrativos.

Outro ponto que a alvenaria estrutural otimiza é a redução de descartes na obra – o consumo de reboco e argamassa são menores, logo, se gera menos resíduos. Quando se fala nesse aspecto, também é preciso considerar os custos para seu descarte. Há também uma vantagem na diminuição de consumo de madeira pela menor utilização de fôrmas em alvenaria estrutural do que em concreto armado.

O professor de engenharia civil do Mackenzie ressalta, também, que outra vantagem do sistema é dispensar a utilização de equipamento, “o que possibilita a execução segundo a conveniência de prazos e alocação de mão de obra”, explica.

 

Concreto Armado:

No caso do concreto armado, a principal vantagem é conseguir flexibilizar as plantas dos empreendimentos possibilitando personalizações. “Quando eu trabalho com estrutura convencional, as paredes são mera vedação e isso possibilita fazer as alterações na planta com maior facilidade”, explica o engenheiro da Elmo Engenharia.

Além disso, o concreto armado é uma alternativa que apresenta grande desempenho em prazos e custos quando se trata de grandes obras, que necessitam de alocação de guindastes e grandes conjuntos de formas reaproveitáveis, por exemplo. “Este sistema é bem mais complexo e exige mão de obra qualificada, a mobilização de equipamentos, mas é sempre viável tecnicamente, seja qual for a complexidade arquitetônica, o que representa uma vantagem relativamente às obras em alvenaria estrutural”, ressalta Henrique Dinis.

 

Agora, descubra também as características e diferenças entre os blocos cerâmicos e os blocos de concreto: http://www.mapadaobra.com.br/inovacao/bloco-ceramico-ou-de-concreto/

 

 

Compartilhe esta matéria

Mais lidas

Veja também

X