Votorantim Cimentos
Publicado em 17/11/2016Laje: a importância da estrutura da obra
Atualmente, as lajes pré-moldadas são as mais utilizadas, pois facilitam a construção, tornando-a mais rápida e barataCréditos: Watcharapol Amprasert/shutterstock.com

Laje: a importância da estrutura da obra

Elemento é responsável por receber e transmitir peso e pressão para vigas e pilares

Laje é o elemento estrutural de uma edificação, responsável por transmitir as ações de peso e pressão para as vigas, e destas para os pilares. Há dois tipos básicos de lajes utilizados em construções de casas comuns: maciça e pré-moldada. A laje maciça, pouco utilizada atualmente, é altamente resistente e oferece bom isolamento acústico e térmico.

É moldada na obra, normalmente em fôrma de madeira, feita de chapas de compensado adequado para obra e fôrmas de concreto armado. Estas chapas, por sua vez, são apoiadas em tábuas de madeira, que são sustentadas por postes de apoio (escoras). A armação da laje (maciça) é constituída por vergalhões, distribuída e armada sobre a forma plana, para que depois seja despejado o concreto, que é uma mistura altamente resistente de cimento, areia e brita (pedra em pedaços). Quando o concreto se cura é formada uma verdadeira rocha plana artificial.

Mais difundidas, atualmente, as lajes pré-moldadas facilitaram muito os métodos construtivos, tornando a execução das lajes mais rápida e mais barata. Elas também reduzem a necessidade de fôrmas e são formadas por dois elementos básicos, que devem ser encaixados e montados na própria obra. Utilizam-se vigotas em formato de T invertido ou de cabeça para baixo, pré-moldadas em concreto armado. Ou seja, chegam prontas para serem usadas na obra. O segundo elemento básico são lajotas de cimento (também podem ser de cerâmica), padronizadas para serem encaixadas entre duas vigotas T, ficando apoiadas nas mesmas.

A montagem da laje é feita posicionando-se as vigas em paralelo, em distância regular e igual entre elas, apoiadas nas paredes dos vãos ou vigas, cobrindo toda a extensão a ser fechada. O espaço que fica entre uma viga e outra é preenchido pelas lajotas, colocadas em sequência, uma atrás da outra, e apoiadas em forma de encaixe nas vigas.

Depois da montagem, geralmente são colocados alguns vergalhões finos, de transversal às vigotas. Em seguida, é jogada uma camada de concreto que adere às vigotas e aos vergalhões, formando uma estrutura única e rígida. Optar entre um ou outro tipo de laje fica a critério do engenheiro ou arquiteto da obra, levando em consideração a resistência necessária, viabilidade econômica e disponibilidade local. O que é ponto comum em qualquer dos dois sistemas construtivos é o uso de um bom cimento.

A Votorantim Cimentos desenvolveu uma tecnologia de alta resistência em concreto, disponibilizada em versão ensacada: o cimento Obras Estruturais, que garante segurança, solidez e desforma rápida.

Leia também: Revisão da norma deve garantir mais qualidade para lajes

Compartilhe esta matéria

Mais lidas

Veja também