Votorantim Cimentos
Mapa da Obra - E-book

Baixe o e-book e receba a quinta edição da série Etapa de Obra

Saiba mais sobre revestimentos!

Publicado por Carla Rocha em 06/05/2020Aditivo para argamassa: descubra sua importância
O uso de aditivos na argamassa proporciona maior resistência.Créditos: Shutterstock

Aditivo para argamassa: descubra sua importância

Material pode conferir diversas propriedades ao concreto ou argamassa

Os aditivos são produtos que alteram positivamente as propriedades contidas no concreto e também da argamassa. De acordo com a professora doutora Heloísa Cristina Fernandes Cordon, do curso de Engenharia Civil do Instituto Mauá de Tecnologia, normalmente, o uso de aditivos na argamassa proporciona maior resistência, impermeabilização, além de melhorar a viscosidade e  plasticidade do substrato, além de acelerar o processo de endurecimento do mesmo. Além disso, os aditivos podem também conferir outros tipos de propriedades ao concreto ou argamassa. “A solução pode ser aproveitada em qualquer tipo de obra de acordo com suas necessidades”, ressalta. Outro ponto a ser destacado é que os aditivos precisam estar de acordo com as especificações contidas na norma ABNT NBR 11768 – Aditivos químicos para concreto de cimento Portland.

 

Confira abaixo os principais tipos de aditivos utilizados atualmente:

  • Inibidores de retração;
  • Incorporador de ar;
  • Impermeabilizantes;
  • Redutores e aceleradores de pega;
  • Modificadores de viscosidade;
  • Redutores de água (plastificantes ou superplastificantes).

Fonte: Mapa da Obra.

 

Para argamassa: quais os principais tipos de aditivos?

A docente ressalta também que os principais aditivos para argamassa são incorporadores de ar e retentores de água, que tem como objetivo deixar a mistura mais maleável e com a consistência adequada para ser aplicada sem que escorra pela parede.

Já com relação a maneira de aplicar, ela destaca que não existe norma para a especificação da aplicação, o que vai definir as características são as propriedades do material e também a forma de aplicação que deve ser realizada por um profissional capacitado.

Para Tiago Pissetti, diretor de engenharia da Swell, a principal diferença da massa industrializada para a massa comum é que a comum é feita em obra o que, consequentemente, apresenta mais dificuldade de se ter um acompanhamento. Já a argamassa industrializada, na teoria, já tem o traço pronto e com os aditivos necessários, mas para garantir isso é preciso realizar ensaios específicos até para evitar possíveis patologias como eflorescência, trincas e rachaduras. “Então, primeiro é feito um painel teste antes de iniciar o serviço para garantir essa qualidade”, ressalta.

 

Principais normas de especificação para argamassas:

 

ABNT NBR 13281 – Argamassa para assentamento e revestimento de paredes e tetos – Requisitos;

ABNT NBR 13749 – Revestimento de paredes e tetos de argamassas inorgânicas – Especificação;

ABNT NBR 11173 – Projeto e execução de argamassa armada – Procedimento;

ABNT NBR 14081 – Argamassa colante industrializada para assentamento de placas cerâmicas;

ABNT NBR 14992 – A.R. Argamassa à base de cimento Portland para rejuntamento de placas cerâmicas. 

 

 

Conheça também a Argamassa Estabilizada Engemix, produzida com aditivos especiais de última geração que garantem a aplicabilidade durante 36h. https://www.mapadaobra.com.br/papoconstrutivo/argamassa-estabilizada/

 

 

Compartilhe esta matéria

Etapa de Obra - Revestimentos

Confira quais materiais seu cliente precisa nessa etapa!

Mapa da Obra - E-book
X