Votorantim Cimentos
Mapa da Obra - E-book

Você busca conteúdos exclusivos sobre o mercado da construção civil?

Inscreva-se grátis e receba nossa newsletter.

Publicado em 06/12/2019Impermeabilização do solo: como preparar o terreno
A impermeabilização aumenta a vida útil das construções, garantindo um ambiente mais salubre e agradável.Créditos: Shutterstock

Impermeabilização do solo: como preparar o terreno

Procedimento aumenta a vida útil das construções e garante um ambiente mais salubre e agradável

A impermeabilização é uma etapa muito importante de uma edificação, pois é ela que protege a estrutura e os demais elementos de possíveis patologias, como: fungos, infiltrações, manchas, oxidação, bolor, além da degradação de elementos que sofrem com intempéries, como esquadrias e portas. Segundo a ABNT NBR 16548:2017 – Materiais de impermeabilização – Determinação da resistência à tração e alongamento, elaborada pelo Comitê Brasileiro de Impermeabilização (ABNT/CB-022), esta norma prescreve o método para a determinação da resistência à tração e alongamento de materiais impermeabilizantes.  Principais locais onde existe a necessidades de impermeabilização:

 

  • Lajes;
  • Banheiros;
  • Reservatórios;
  • Estações de tratamento;
  • Biodigestores;
  • Bacia de contenção;
  • Barragens;
  • Jardineiras;
  • Aterros químicos, aterros sanitários ou industriais.

 

De acordo com Anderson Oliveira, coordenador da Sika e representante do Instituto Brasileiro de Impermeabilização (IBI), a impermeabilização é a técnica que impede que a umidade presente no solo passe pela fundação, gerando patologias como eflorescência nas paredes –  vale lembrar que esta patologia é uma das mais comuns nas construções brasileiras.

Porém, a impermeabilização pode ser feita na estrutura da fundação ou sobre esta, dependendo do tipo de produto que se utiliza. Os principais cuidados começam na fase de projeto: “a viga baldrame, por exemplo, deve ser mais larga do que a alvenaria, de forma que a camada impermeabilizante proteja todo o topo e as laterais da mesma”, destaca.  Assim, impedirá que a alvenaria e o reboco entrem em contato com o solo.  “Uma vez impermeabilizada a fundação, esta deverá ser protegida, para evitar danos à camada impermeabilizante, como a passagem de carrinhos-de-mão ou outras ferramentas”, orienta.

 

Confira alguns cuidados para garantir a durabilidade da impermeabilização do solo:

 

  • Lembre-se: a impermeabilização é a proteção, se esta for danificada a água vai passar;
  • Outro ponto importante é a escolha do sistema ideal para sua obra (feita pelo engenheiro ou arquiteto);
  • Independente do produto, é preciso ler as instruções na embalagem, pois existem peculiaridades de cada fornecedor.

 

Para proteger a estrutura da umidade do solo, é necessário que todos os tubos, etc. já estejam fixados na viga, para quando a impermeabilização for feita, essas peças já recebam também a camada protetora, evitando patologias futuras.

 

Preparação antes de impermeabilizar

De acordo com a Ana Carla de Souza Masselli Bernardo, engenheira e Profa. Dra. do curso de Engenharia Civil da Universidade Nove de Julho (UNINOVE), para tomar a decisão do uso de fundação rasa, as cargas atuantes no solo bem como as características do mesmo deverão ser analisadas. Para a realização da fundação, é preciso  tomar os seguintes cuidados:

 

– Fazer a limpeza prévia do terreno;

– Abrir uma vala que permita a execução dos serviços (funcionário e material);

– Apiloar o fundo da vala, de forma a regularizar a superfície;

– Para que a água do concreto utilizado na fundação não se perca no solo e para auxiliar na regularização da superfície é recomendável executar uma camada de concreto magro (de 5 cm de espessura e largura de 5 cm maior de cada lado da dimensão da fundação).

 

Para que a ação da água oriunda do solo não cause efeitos indesejáveis na construção, deve-se realizar a impermeabilização de baldrames. “Além dos baldrames, a impermeabilização deve ser realizadas nas quatro primeiras fiadas de tijolos”, destaca a docente de engenharia.  Outro ponto importante a ser destacado é que “a impermeabilização ocorre quando realizada todas as etapas de acordo com as recomendações do fabricante”, alerta.

Para garantir a impermeabilização, sobre o baldrame deve-se realizar um revestimento (argamassa, areia e impermeabilizante). Este revestimento deve ser aplicado em toda a superfície da viga e estendido até 10 cm nas laterais (no canto da viga, deve ser arredondado). Após a secagem, é preciso aplicar uma camada de pintura betuminosa. Depois, deve-se assentar a alvenaria (as 4 primeiras fiadas com argamassa e impermeabilizante).

Para finalizar, a argamassa de revestimento externo deve ser assentada com impermeabilizante em pelo menos 50 cm de altura (considerando o nível do piso). Importante: embora as etapas de execução sejam detalhadas, o processo de impermeabilização garante a qualidade da obra executada e seu custo quando comparado ao custo total da obra é muito pequeno, de acordo com as fontes consultadas.

 

 O papel da impermeabilização da edificação é muito importante para manter a integridade e proteger as estruturas contra a umidade. Quer saber mais? Confira:

https://www.mapadaobra.com.br/capacitacao/infiltracoes-laje-parede/

 

 

Conteúdo produzido com a colaboração do IBI (Instituto Brasileiro de Impermeabilização) e da UNINOVE.

Compartilhe esta matéria

Baixe o e-book sobre carreiras da construção

Descubra quais os atributos do novo profissional e como se destacar no mercado

Mapa da Obra - E-book
X