Votorantim Cimentos
Publicado em 17/02/20175 NBRs que todo arquiteto urbanista tem que conhecer
Em seu dia a dia, profissionais de Arquitetura e Urbanismo devem estar atentos às especificações da normatização

5 NBRs que todo arquiteto urbanista tem que conhecer

Normas técnicas asseguram as características desejáveis de produtos e serviços

O setor da construção civil é regido por centenas de normas técnicas que têm como objetivo estabelecer soluções, por consenso das partes interessadas, para assuntos que têm caráter repetitivo, tornando-se uma importante ferramenta na disciplina dos agentes de mercado envolvidos.

Qualquer norma é considerada uma referência idônea do mercado a que se destina, sendo por isso usada em processos: de regulamentação, de acreditação, de certificação, de metrologia, de informação técnica, e nas relações comerciais entre cliente e fornecedor.

Segundo a ABNT, “as normas asseguram as características desejáveis de produtos e serviços, como qualidade, segurança, confiabilidade, eficiência, intercambiabilidade, bem como respeito ambiental. Quando os produtos e serviços atendem às nossas expectativas, tendemos a tomar isso certo e a não ter consciência do papel das normas. Rapidamente, nos preocupamos quando produtos se mostram de má qualidade, não se encaixam, são incompatíveis com equipamentos que já temos, não são confiáveis ou são perigosos. Quando os produtos, sistemas, máquinas e dispositivos trabalham bem e com segurança, quase sempre é porque eles atendem às normas”.

Na construção civil, vários agentes do mercado exigem o seguimento destas regras como padrão de qualidade e segurança. E as centenas de normas técnicas já editadas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), há algumas fundamentais para o trabalho dos profissionais de Arquitetura e Urbanismo.

NBR 16.280:2015 – Reforma em Edificações

 A “norma das reformas” é uma das mais recentes do grupo e trata dos requisitos para a elaboração de plano de reforma, considerando alterações em áreas privativas das edificações.

Essa norma ganhou visibilidade nos últimos aos devido aos episódios recentes de desabamentos, muitas vezes provocados por intervenções desastradas que levaram à colapsos nas estruturas das edificações.

A norma exige que intervenções como troca de piso, revestimentos, troca de esquadrias ou fachada-cortina, instalações elétricas, de gás ou de ar-condicionado, e que alterem o projeto original da estrutura, tenham o aval de um arquiteto ou engenheiro.

NBR 9050: 2015 – Acessibilidade

Edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos devem ser acessíveis a todos – independentemente de sua condição física—e esta norma técnica ajuda a concretizar esta diretriz.

Ao estabelecer exigências para altura de interruptores, dimensões das áreas de transferências e sinalizações táteis (entre muitas outras), a norma leva em conta diversas condições de mobilidade, com ou sem ajuda de aparelhos — como próteses, cadeiras de rodas, bengalas, aparelhos auditivos e quaisquer outros que complementem necessidades individuais.

NBR 15575:2013 – Edificações habitacionais – Desempenho

Trata da qualidade da produção habitacional, e estabelece os requisitos para os sistemas de pisos, sistemas de vedações verticais internas e externas, sistemas de coberturas, e sistemas hidrossanitários. A norma dita exigências em termos de segurança, sustentabilidade e habitabilidade (desempenho térmico e acústico, desempenho lumínico, funcionalidade e acessibilidade entre outros).

NBR 13532:1995 – Elaboração de projetos de edificações – Arquitetura 

Esta norma aborda a confecção dos projetos arquitetônicos, mas regulando as condições exigidas para a construção de edificações, tanto em construção e ampliação, quanto em modificação, recuperação etc. Detalha quais as informações de referência  devem constar do projeto, pois descreve as etapas do projeto arquitetônico (levantamento de dados, estudo de viabilidade, estudo preliminar da Arquitetura entre outros).

Identificação; descrição; condições climáticas, de localização e de utilização; exigências e características relativas ao desempenho no uso e aplicações do produto ou objeto estão entre as informações que devem ser registradas no projeto, conforme esta norma.

NBR 6492:1994 – Representação de projetos de Arquitetura

Esta norma também trata de projeto arquitetônico, mas se concentra sobre os elementos gráficos do trabalho. O tipo e o formato do papel, as escalas do desenho arquitetônico, os tipos das letras e dos números, os tipos de linhas, as formas de indicação de fachadas e elevações estão entre os parâmetros técnicos definidos pela norma.

Leia também:  NBR sem mistérios

Compartilhe esta matéria

Mais lidas

Veja também