Votorantim Cimentos
Publicado em 02/03/2016Veja como concretar lajes, no braço
Processo de manual concretagem manual ainda é comum comum em pequenas obrasCréditos: Marcelo Scandaroli

Veja como concretar lajes, no braço

Passo-a-passo mostra como encher lajes sem o uso de betoneiras. Veja como controlar a quantidade de água na mistura!

Em muitas obras de pequeno porte, a concretagem manual de lajes ainda é um carro-chefe. E não é porque o procedimento é artesanal, que ele deixa de ser profissional. Os cuidados são muitos, e para trabalhar, não se esqueça dos equipamentos de proteção individual (EPIs): máscara, óculos, luvas e capacete, botas. Você também poderá precisar de protetores auriculares.

Já os instrumentos necessários são: caixa de mistura, baldes, sarrafo, enxada, pá, colher de pedreiro, desempenadeira e, se possível, um vibrador com mangote para vibrar o concreto. Além disso, providencie brita, areia e cimento – que poderá ser o cimento Obras Estruturais, da Votorantim Cimentos, indicado para lajes, vigas, pilares e fundações.

A vantagem de usar o cimento Obras Estruturais é que ele tem secagem ultrarrápida, oferecendo solidez e segurança, com desfôrma fácil, em tecnologia criada para produção de concreto muito resistente. Você executa sua laje residencial com qualidade, comprando cimento ensacado e disponível em qualquer loja de material de construção.

Depois, com todos os materiais em mãos, é hora de pôr a mão na massa. Acompanhe na galeria de fotos o passo a passo de concretagem manual! Saiba mais sobre o Cimento Obras Estruturais em http://www.mapadaobra.com.br/partiuobra.

  • Antes de concretar, a laje deve estar montada, com lajotas ou placas de isopor. O número e o espaçamento entre ferros da amarração e treliças segue o projeto estrutural, e conduítes de elétrica já devem estar posicionados
  • Cadeirinhas de plástico sustentam os ferros, para elevá-los a uma altura adequada – depois de concretado, não podem grudar nas lajotas, nem sobrar para fora da superfície de concreto
  • A base também deve estar limpa, sem peças soltas ou fios de amarração sobrando. Passe a vassoura para eliminar restos de materiais – inclusive lixo, restos de plástico, bitucas de cigarro ou qualquer tipo de resíduo existente
  • O traço do concreto mais usado em lajes é 3:3:1 (brita, areia e cimento, nesta ordem)
  • Separe um pouco mais da metade de um volume em água, para misturar o concreto, que não poderá ficar nem muito denso (duro), nem muito mole
  • Antes de começar a mistura, analise o grau de umidade da brita
  • Analise também o grau de umidade da areia – isso indicará a necessidade de mais ou menos água para misturar o concreto. Se os materiais estiverem úmidos, você usará menos água
  • Primeiro, despeje a areia na caixa de mistura – os lados são mais altos, para evitar queda e perda de material
  • Com a enxada, espalhe a areia pelo fundo da caixa
  • Antes de pegar o balde de cimento, coloque sua máscara de proteção, para não inalar o pó
  • Despeje o cimento sobre a camada de areia
  • Tombe a areia no cimento, misturando até ficar homogêneo
  • Não pode sobrar areia nem cimento no fundo da caixa. A mistura deve ficar muito bem feita, com cara de um cimento mais grosso
  • Depois, despeje a brita
  • Se a brita apresentar sujeiras – pedaços de papel, de madeira, bitucas de cigarro ou restos orgânicos-, trate de afastar com a mão todas as impurezas. Elas poderão comprometer a qualidade do concreto
  • Misture novamente, até ficar homogêneo
  • Se a brita e a areia estavam úmidas, adicione água aos poucos. Não jogue toda a água do balde de uma vez só!
  • A mistura final não pode ficar muito mole (líquida), nem muito seca (dura), para conseguir espalhar o concreto virado sobre a laje
  • O próximo passo é jogar água sobre toda a área da laje montada e limpa. Isso evita que seus materiais, secos, absorvam a água que foi adicionada ao concreto. Pode ser feito com jato sob pressão, mangueira comum ou balde
  • Se houver, use um mangote para deixar o concreto ainda mais homogêneo. O equipamento pode ser alugado, e evita a formação de “bicheiras” (bolhas de ar) no concreto
  • Depois, despeje o concreto pronto sobre a laje
  • Espalhe a mistura usando uma colher de pedreiro. É importante distribuir bem o concreto, sem deixar buracos
  • Para melhorar a qualidade da distribuição da mistura despejada, aplique novamente o mangote
  • Um sarrafo ajuda a nivelar a distribuição do concreto, no nível das fôrmas laterais, que são usadas como guias
  • Depois de sarrafeada a superfície, use uma desempenadeira, batendo levemente sobre a superfície, e fazendo movimentos circulares. O acabamento deve ficar liso
  • Este é o aspecto final da superfície concretada.
Compartilhe esta matéria

Mais lidas

Veja também