Publicado por Carla Rocha em 20/02/2020Reforma de verão: impermeabilização de laje
Algumas funções como impermeabilizar e pintar podem ser feitas de forma prática, com rapidez e economia.Créditos: Shutterstock

Reforma de verão: impermeabilização de laje

Descubra como se deve executar esse tipo de serviço com cautela e assertividade

O começo do ano, geralmente, é época de dedicar um tempo, no período de férias, para fazer uma reforma de verão, dando cara nova para aquela parte da casa que estava precisando de cuidados durante todo o ano. Algumas funções como impermeabilizar e pintar podem ser feitas de forma prática, com rapidez e economia. Listamos abaixo os cuidados, materiais e passo a passo para realizar uma reforma com sucesso!

 

Reforma de verão: impermeabilizando lajes

 

De acordo com João Carlos Gabriel, coordenador do curso de Engenharia Civil da Universidade Presbiteriana Mackenzie Campinas, a impermeabilização de laje deve ser realizada sempre que esse elemento estiver exposto às intempéries, em especial à umidade, ou também, se estiver sempre na sombra – o que propicia condensação de umidade.

O primeiro passo na hora de decidir impermeabilizar as lajes é listar as atividades que envolvem esse cronograma, calcular a quantidade de material e verificar a meteorologia, pois o tempo úmido da época de chuvas intensas não combina com impermeabilização de lajes expostas.

 

Depois é necessário verificar se a laje não possui fissuras, trincas, rachaduras ou depressões onde a água pode acumular. Caso você identifique algum desses casos é necessário realizar esses reparos antes de impermeabilizar.

 

Confira abaixo o passo a passo para impermeabilizar lajes expostas com manta asfáltica

 

  1. Antes de começar a impermeabilizar a laje, é necessário que ela esteja limpa, sem poeiras, sujeiras, fungos e pó, pois esses elementos dificultam a aderência da manta. Portanto, o primeiro passo é realizar uma limpeza na superfície;

 

  1. Após realizar a limpeza, deve-se aplicar uma demão de impermeabilizante do tipo primer, conforme orientado pelo fornecedor. Esse produto serve para auxiliar na aderência e deve ser aplicado com uma vassoura de pelo. O profissional precisa esperar secar por aproximadamente 4 horas;

 

  1. Aplique a manta como orientado pelo fabricante. É importante ter cuidado com as dobras da manta e certificar-se das sobreposições recomendadas pelo fornecedor. Cuidado também nos pontos de drenagem;

 

  1. Após esse ponto, é preciso desenrolá-la e aquecer o seu plástico com um maçarico para melhorar a aderência;

 

  1. Com relação à impermeabilização dos ralos, é preciso cortar um pedaço da manta com tamanho de 30 x 30 cm e colocar em seus vãos, em forma de “x”, e virar suas pontas para dentro;

 

  1. Depois de aplicar a manta em toda a área, é preciso fazer um novo corte nela em forma de “x” e dobrar as suas pontas no sentido interior do ralo. No caso de paredes, é preciso aplicar a manta com, no máximo, 40 cm de distância do chão;

 

  1. Posteriormente, deve-se realizar uma sobreposição de 10 cm de uma manta sobre a outra;

 

  1. Também é preciso realizar o teste de estanqueidade. Nele, deve-se tampar os ralos e deixar uma camada de água com cerca de 5 cm por toda a área impermeabilizada por 72 horas;

 

  1. Com relação ao teste, é preciso verificar se houve algum vazamento e, em caso positivo, refazer toda a aplicação;

 

  1. Para finalizar, é necessário realizar uma proteção mecânica no piso já impermeabilizado com cerca de 2 cm de argamassa – que deve ser espalhada com ajuda de uma régua. Já nas extremidades das paredes, é necessário, com desempenadeira dentada, aplicar chapisco colante.

 

É importante lembrar que sempre deve-se utilizar EPI’s nessas situações. O professor recomenda o uso de óculos de segurança, luvas, botas, capacetes e máscaras.

 

Quer mais dicas para impermeabilizar solos de forma correta? O Mapa da Obra tem matéria exclusiva pra você: https://www.mapadaobra.com.br/capacitacao/impermeabilizacao-solo/

 

 

Compartilhe esta matéria

Veja também

X