Votorantim Cimentos

Inscreva-se grátis e receba nossa newsletter.

Publicado em 25/02/2019Estacas pré-moldadas de concreto: Quando utilizar em sua obra?
As estacas pré-moldadas de concreto são excelentes opções para execução de fundação em solos com lençol freáticoCréditos: Shutterstock

Estacas pré-moldadas de concreto: Quando utilizar em sua obra?

É importante analisar se não há riscos de causar danos a terceiros e também realizar uma vistoria prévia das construções vizinhas com laudo técnico

A escolha do tipo de fundação deriva de diversos fatores, como as características do solo, sua capacidade, presença ou não de lençol freático, topografia final de implantação da obra, tipo de construção, carga resultante no solo, acessos para execução da fundação, construções vizinhas, prazos e custos. Quando se depara com solo de resistência superficial muito baixa ou em casos de edificações com cargas elevadas, utilizam-se fundações profundas. 

A estaca pré-moldada em concreto, como o nome já sugere, é moldada geralmente em usinas especializadas e depois é transportada para a obra, onde acontecerá a sua cravação no solo.

Dessa forma, é possível garantir maior qualidade para a resistência e durabilidade do concreto, pois os agentes agressivos encontrados no solo não terão ação na pega e cura do concreto, diferentemente do que ocorre para as estacas escavadas que são executadas in loco.

Sondagem do solo

De acordo com as especificações da norma que regulamenta projetos e execução de fundações deve-se realizar uma sondagem prévia do terreno onde será aplicada a estaca pré-moldada a fim de identificar possíveis irregularidades. As sondagens de reconhecimento à percussão são indispensáveis e devem ser executadas de acordo com a NBR 6484, levando-se em conta as peculiaridades da obra em projeto. Tais sondagens devem fornecer no mínimo a descrição das camadas atravessadas, os valores dos índices de resistência à penetração (S.P.T.) e as posições dos níveis de água.

De acordo com a professora Elizabeth Montefusco, do curso de Engenharia Civil do Instituto Mauá de Tecnologia, as estacas pré-fabricadas, são uma alternativa de fundações profundas que trabalham através da resistência de atrito lateral (resistência de fuste) ao longo da estaca e o solo e a resistência de ponta entre a base da estaca e o solo na qual ela se apoia. Portanto, antes de executar esse tipo de fundação, “é importante analisar se não há riscos de causar danos a terceiros e também realizar uma vistoria prévia das construções vizinhas com laudo técnico, através de um especialista para observar as patologias que já havia antes da realização da fundação e se houve evolução ou novos problemas” orienta a professora.

Cuidados na execução

Na sua confecção, o concreto pode ser vibrado, centrifugado, ou ainda pode-se usar o processo de extrusão. Em relação à armadura pode ser de concreto armado ou de concreto protendido. Já a cravação da estaca pré-moldada pode ser feita por vibração, percussão e prensagem, dependendo do tipo e tamanho da estaca, tipo e resistência do solo, edificações vizinhas à construção, projeto de fundação, características próprias de cada obra e seu custo, de acordo com a NBR 6122:2010. “Apesar de ser uma estaca de fácil execução, nem sempre é possível utilizá-la, em função das edificações presentes nas redondezas”, aponta Montefusco. Isso porque a vibração que ocorre no solo quando é feita a cravação com o bate-estaca pode alcançar as construções próximas e ocasionar danos, como trincas e fissuras.

Além do controle de qualidade, as estacas pré-moldadas de concreto são excelentes opções para execução de fundação em solos com lençol freático próximo ao nível do solo e colaboram com uma obra mais limpa, uma vez que não há escavação, eliminando custos de bota fora e limpeza da obra.

 

Confira os detalhes e especificações da NBR de estacas pré-moldadas: https://www.mapadaobra.com.br/inovacao/entenda-a-nbr-de-estacas-pre-moldadas/

 

 

Compartilhe esta matéria

Busca conteúdos exclusivos sobre o mercado da construção civil?

Inscreva-se grátis e
receba nossa newsletter.

X