Votorantim Cimentos
Publicado por Carla Rocha em 27/11/2021O que é o Sistema Olé para casas pré-fabricadas
Sistema Olé permite aumento da produtividade e redução de desperdício na construção de casas pré-fabricadas.Créditos: Osmundo Neto/Divulgação Residencial Vale das Baraúnas

O que é o Sistema Olé para casas pré-fabricadas

Metodologia permite aumento de produtividade e construção rápida

Segundo dados revisados pela Fundação João Pinheiro e publicados pelo Governo Federal, considerando como ano-base 2019, o déficit habitacional existente no Brasil chegava a 5,8 milhões de moradias. De acordo com o material, uma das principais causas para esse crescimento é o ônus excessivo com aluguel urbano.


Sabendo-se que este é um problema bastante significativo para o desenvolvimento habitacional do país, faz-se necessária a criação de metodologias e sistemas que podem auxiliar nesta redução do déficit. O Sistema Olé de Casas pode ser considerado uma dessas ferramentas que tem um alto potencial para ser escalonada e apoiar as construtoras a construírem com mais agilidade, qualidade e com redução de desperdício.


“Este é um sistema industrial que faz a construção de casas pré-fabricadas. São sistemas produzidos em uma fábrica e que depois são levados ao local da obra e montados. Os materiais do painel são de uma casa comum, de alvenaria. A inovação é de processo e não de produto. Nós criamos um processo de fazer a alvenaria diferente, em uma fábrica, no chão, e depois a levamos até o local da obra, içamos e montamos”, explica André Montenegro, diretor do Sistema Olé de Casas.

Casas pré-fabricadas com o Sistema Olé

As vantagens das casas pré-fabricadas podem ser reconhecidas facilmente. Isso porque, a pré-fabricação traz mais assertividade e homogeneidade para os elementos que compõem o sistema, já que são feitos em um processo fabril diferentemente do modo in loco.


“Isso traz um grande ganho de produtividade e de qualidade na execução dessas casas porque os painéis são inspecionados na fábrica. Existem critérios rigorosos de inspeção e traz economia, justamente, pelo ganho de produtividade na execução e na velocidade. A gente consegue montar uma casa dessas em 5 dias”, destaca Montenegro.


Vale ressaltar que o Sistema Olé produz apenas casas térreas. “Nosso sistema só tem licença para construir casas térreas com lajes ou sem laje de forro; pode ser uma casa de alto padrão ou para classe econômica. Nossa tecnologia é de parede, já vem com todas as instalações embutidas, e não tem aquele quebra-quebra na obra, e isso é a industrialização”, destaca o diretor do Sistema Olé de Casas.

Como contratar o sistema

Para contratar o sistema basta entrar em contato com a companhia e fazer todas as verificações necessárias, de acordo com o seu projeto. “Ele é um sistema altamente simples pela sua execução e pelo baixo custo de uma instalação de uma fábrica. As fábricas podem ser instaladas no próprio canteiro de obras. Pode-se fazer uma casa por dia ou mais, com o custo muito baixo. Essa é uma tecnologia de guerrilha porque eu posso rapidamente implantar um canteiro deste em qualquer município do Brasil”, ressalta Montenegro.


Vale destacar que essa tecnologia já tem 10 anos de atuação no país e já foi responsável pela construção de 25 mil casas. Além disso, ela tem a credencial necessária para poder ser utilizada nos canteiros de obras, pois já foi homologada pelo SINAT por meio do DATEC 021C.


Outro ponto importante é que o Sistema Olé de Casas fornece treinamento para os colaboradores que vão atuar na obra e são corresponsáveis pela obra, pois assinam a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) junto ao engenheiro.

Meio ambiente e pessoas


Para as obras que se preocupam com a geração de resíduos, vale destacar que o sistema é ambientalmente e socialmente correto, pois não gera passivo de resíduos sólidos para os municípios e não exige uma mão de obra especializada, facilitando a contratação de profissionais com nível de auxiliar e que podem se desenvolver e aprender utilizando o sistema.


Isso é o que está acontecendo na cidade de Caruaru (PE), no Residencial Vale das Baraúnas, que conta com 390 casas. Para Osmundo Rodrigues Leite Neto, outro ponto de destaque do sistema é o envolvimento da equipe que é treinada e preparada com todo o apoio dos profissionais do Sistema de Casas Olé. “Além de todo o aprendizado que aplicamos na prática, também aproveitamos a mão de obra local, gerando empregos e preparando novos profissionais para o futuro”, complementa.


Osmundo Rodrigues Leite Neto, engenheiro que atua na parte de consultoria técnica e é responsável pelo processo de qualidade e implementação do Sistema de Casas Olé no Residencial Vale das Baraúnas, destaca também que a utilização desse sistema tem apresentado muitos benefícios, principalmente, com relação à produtividade e qualidade da entrega. “Todo o processo é bastante racionalizado, com um processo bem enxuto na parte de mão de obra e com uma obra bastante limpa”, ressalta.
Para André Montenegro, o passo importante nesta inovação precisa ser continuado pelas pessoas. “O ponto mais importante é as pessoas buscarem tecnologias para fazer diferente. A gente tem que mudar o perfil da construção, industrializar a construção, ela precisa sair do modo artesanal”, ressalta o responsável pelo sistema.

Laboratório móvel e o Sistema Olé

Para aumentar a velocidade na conferência, adequação e ajustes de traços de concreto, a Votorantim Cimentos fez uma parceria com o Sistema Olé e levou para uma de suas obras, o laboratório móvel.
Com este laboratório, foi possível ganhar agilidade no processo de adequação dos traços. “Lá no canteiro, nós já fazíamos os testes, adequamos os traços de concreto na hora com o laboratório da Votorantim Cimentos e tivemos a assessoria na própria obra. Essa agilidade propiciou uma tecnologia interessante junto à economia”, conta Casagrande.
Vale destacar que para o sistema apresentar essa alta qualidade, é preciso contar com testes e adequações dos traços do concreto que devem contemplar a cura mais rápida para atender as demandas técnicas especificadas.

Conheça o laboratório móvel da Votorantim Cimentos neste vídeo especial do Papo Construtivo.

Compartilhe esta matéria

Mais lidas

Veja também

X