Votorantim Cimentos

Você busca conteúdos exclusivos sobre o mercado da construção civil?

Inscreva-se grátis e receba nossa newsletter.

Publicado em 12/09/2017Gestão de riscos da construção civil: saiba como evitar problemas
A eliminação de todos os riscos é quase impossível, mas um bom trabalho de gestão e prevenção podem evitá-losCréditos: Perseo8888/shutterstock.com

Gestão de riscos da construção civil: saiba como evitar problemas

Para auxiliar na gestão de riscos, há uma classificação padrão em grupos e cores para ser adotada em qualquer empresa

A gestão de riscos é um tema que tem vindo cada vez mais à tona, e is riscos da construção civil tem recebido merecida grande atenção no setor . Pode ser definida como a erradicação ou minimização dos efeitos adversos dos riscos puros aos quais uma empresa inserida no mercado está exposta.

A eliminação de todos os riscos é uma tarefa impossível, no entanto, as empresas tentam constantemente alcançar o máximo de segurança possível, por meio da adoção de compliance, normas, regulamentos e controles internos.

De forma a tomar decisões fundamentadas e efetivas, as empresas da construção civil devem criar critérios e limites para delinear os níveis de risco admissíveis.

A prevenção e a proteção adotadas, seja em fábricas ou canteiros de obras, devem ter dimensões essenciais para a compreensão do conceito de segurança, cujo objetivo é identificar os perigos e efetuar a gestão de riscos, através da eliminação da fonte de risco, ou da aceitabilidade do mesmo.

Deve ser assegurada uma diminuição da exposição ao perigo por parte dos trabalhadores e terceiros. Para isso, todos os perigos devem ser identificados, avaliados e associados às correspondentes medidas preventivas.

Risco x Perigo

O perigo é a fonte, situação ou ato com potencial para causar prejuízo ou dano. O risco é a probabilidade do potencial perigo causá-lo.

Enquanto o primeiro é absoluto, o segundo é sempre relativo. O perigo é uma característica intrínseca das situações, dos materiais, dos processos e das instalações, já o risco depende das medidas de prevenção e de proteção implementadas.

Por isso, a gestão de riscos, quando aliada à prevenção, pode evitar acidentes e incidentes.

Classificação dos riscos da construção civil

  • Grupo I – Verde – Físicos: Energias as quais os trabalhadores estarão expostos, como ruídos, umidade, pressão, temperatura;
  • Grupo II – Vermelho – Químicos: Agentes que possam ser inalados pelo trabalhador, como poeiras e vapores;
  • Grupo III – Marrom – Biológicos: Incluem bactérias, fungos, parasitas e outros;
  • Grupo IV – Amarelo – Ergonômicos: Qualquer situação que possa causar desconforto ao trabalhador, afetando sua saúde, como repetitividade, monotonia;
  • Grupo V – Azul – de Acidentes: Qualquer fator que possa afetar a integridade física do trabalhador, como máquinas e equipamentos utilizados sem a devida proteção, por exemplo.

Essa classificação em grupos e cores é feita para haja um padrão em todas as empresas, fábricas ou canteiros de obra, facilitando a sua identificação e não induzindo a erros.

 

Dentre a gestão de riscos da sua obra, está a escolha de materiais de construção que tenham uma boa aderência, evitando futuras rachaduras na estrutura. Conheça a argamassa colante da Votorantim Cimentos, com alto poder de aderência em concreto e alvenaria.

 

 

Compartilhe esta matéria

Quer receber notícias e dicas sobre construção civil?

Inscreva-se grátis e
receba nossa newsletter.

X