Publicado em 10/09/2013Vitrine atrativa: saiba como decorar sua revenda

Vitrine atrativa: saiba como decorar sua revenda

Consultor do Sebrae ensina como decorar loja com brita, areia, cimento e blocos de concreto

A vitrine é responsável por atrair o consumidor. Deixar o ambiente bonito e agradável é uma ferramenta de comunicação visual importante para conquistar potenciais clientes, e um grande desafio aos que revendem materiais de aparência rústica como brita, areia, blocos e cimento.

O consultor do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do Maranhão (Sebrae-MA) Gleydson Serafim,  no entanto, ensina que vitrines também ficam mais bonitas, apenas com esses materiais. “Podem ser criados minicenários com placas em madeira informando sobre produtos e preços, mas é preciso ter um espaço adequado e usar iluminação para dar um efeito especial”, indica. “Também dá para aproveitar caixotes de dois metros de largura por dois de comprimento e 20 cm de altura, para expor o material.”

Outra ideia do consultor é fazer painéis de fundo, em cenografia que usa imagens de um canteiro de obras. Sobre o cenário, são preparadas amostras dos materiais de construção à venda, e sinalizadas com o nome do produto e seu preço (além de prazos de pagamento e valor de parcelas). Outra estratégia é investir em totens de vendedores (tamanho real), vestidos com o uniforme da revenda, como se apresentassem o produto ao cliente.

Leia também: A importância do layout da loja e o seu impacto nas vendas

Vitrines externas precisam apenas estar bem localizadas, numa posição que capte o raio de visão do cliente, de preferência na maior distância possível, a partir da rua. “O primeiro passo é garantir a visibilidade dos produtos que se pretende expor; depois, planejar o cenário e os materiais de construção que, juntos, vão compor a vitrine e estimular a curiosidade dos transeuntes”, explica Serafim.

Por outro lado, também não há regra quanto ao espaço mínimo necessário para embelezar vitrines. “Em seis metros quadrados dá para montar um banheiro; em dois metros quadrados é possível expor vários modelos de telhas, com imagens de aplicação em residências; com 20 metros quadrados fazemos uma montanha de brita e sacos de cimentos encravados, pás, carrinhos de mão, manequins vestindo macacões e usando EPIs”, exemplifica o consultor.

O investimento inicial é mais alto, para criar a estrutura de exposição dos produtos – painéis, caixotes, barras metálicas ou molduras podem ser reaproveitados depois, para outros minicenários que forem sendo produzidos. “Banners de 2 m x 1 m custam em média de R$ 200; um módulo pequeno de madeira, R$ 150; um totem de um vendedor, em tamanho real, R$ 700,00; lonas coloridas 9 m x 3 m podem custar R$ 1.200.”

Aplicação de produtos de rejuntamento adequados evita o surgimento de fungos em ambientes úmidos

Botão Site

Compartilhe esta matéria

Veja também

X