Publicado em 10/03/2013Siegbert Zanettini alia teoria e prática em inovação

Siegbert Zanettini alia teoria e prática em inovação

O arquiteto inovou sistemas construtivos e estruturais rumo à Arquitetura Sustentável

Com larga experiência acadêmica, o arquiteto com vários projetos premiados Siegbert Zanettini, professor da Faculdade de Urbanismo da Universidade de São Paulo e diretor-geral da Zanettini Arquitetura, alia prática e teoria na inovação de sistemas construtivos e estruturais em concreto, madeira, argamassa armada, alvenaria estrutural e aço.

Na década de 60, Siegbert Zanettini iniciou suas pesquisas em arquitetura e tecnologia do aço, época em que os estudos e a prática ainda eram incipientes no Brasil. Um desafio que o tornou referência em sistema construtivo em aço. “Estudei e visitei obras com soluções internacionais brilhantes em aço desde os anos 30, como Frank Lloyd Wright, Le Corbusier, Paul Rudolph, Louis Kahn , Richard Neutra e, mais recentemente, Richard Rogers, Renzo Piano, entre outros expoentes.

Essa experiência internacional consolidada e sem nenhum rebatimento nos ano 60 na academia e na cadeia da construção civil no Brasil me incomodava e me impulsionou pioneiramente a iniciar experiências ao longo das décadas seguintes, quebrando tabus e meias verdades que acabaram por construir uma teoria que se confunde com a própria estória do aço no Brasil estruturada, a partir da década de 80 e que atingiu seu ápice neste século”, explica.

Leia também: Arquiteto e designer de interiores: como cada profissional atua na sua obra

Com uma postura crítica da arquitetura, Zanettini também assumiu o desafio de inovar e avançar em relação à construção sustentável, tendo como marco o Projeto Casa Limpa na ECO 92, no qual aplicou princípios fundamentais hoje amplamente divulgados no setor da construção civil.

Ao defender que a arquitetura se completa quando ocorre uma relação estrutural com o meio ambiente natural ou construído, o arquiteto desenvolve seus projetos a partir dos elementos básicos da construção sustentável: questões sociais, econômicas e ambientais.

Entre seus projetos premiados está o de Ampliação do Centro de Pesquisas – Petrobras – CENPES, vencedor do Prêmio 2011 Green Building Brasil, na categoria Obra Pública Sustentável. Obra também reconhecida pelo Prêmio 2012 GreenNation Fest na categoria

Arquitetura Sustentável. No mesmo ano, recebeu a premiação David Gottfried, que reconhece o empreendedorismo, a inovação, a preocupação estrutural da arquitetura com o meio ambiente, com soluções importantes na economia de energia por meio de tecnologia limpa e segura.

Falando em sustentabilidade, conheça as vantagens dos telhados verdes. 

Botão Site

Compartilhe esta matéria

Veja também

X