Publicado em 10/06/2014Programa “Mão de Obra C&C” oferece capacitação

Programa “Mão de Obra C&C” oferece capacitação

Revendas podem investir na qualificação de profissionais de obra, antes de indicar serviços

A situação é bastante comum: antes mesmo de comprar o material de construção, o cliente já pede ao vendedor uma indicação de profissional para executar a obra desejada.  Se não indicar, a revenda fica mal vista pelo cliente. Por outro lado, se indica um serviço ruim, poderá ser ainda pior. Segundo o diretor de formação profissional da Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco), José Carlos de Araújo, “essa é uma situação bastante difícil de solucionar; as lojas têm restrição para indicar, porque não há mão de obra qualificada abundante no mercado”, confirma.

Foi por isso que a C&C Casa e Construção desenvolveu o programa Mão de Obra C&C, conforme conta seu gerente de serviços e expansão, o engenheiro Lauro Gonçalves de Carvalho. “Este serviço foi criado a partir de uma necessidade que a C&C identificou em acompanhar seus clientes desde a aquisição dos produtos, até a sua perfeita instalação e funcionamento. A C&C acredita que esta ação fideliza consumidores, e cria nestes o hábito de sempre procurar um profissional especializado para fazer reparos e reformas”.

Qualidade garantida?

Para não correr riscos, é imprescindível indicar apenas profissionais qualificados e atualizados quanto às mais modernas técnicas e tecnologias da construção civil. “O lojista é corresponsável pelo serviço de mão de obra. Mas isso pode ser visto como uma oportunidade de agregar valor aos negócios da revenda”, observa Araújo.

Enquanto a C&C busca qualificar seus prestadores com treinamentos de capacitação profissional, a Anamaco desenvolveu o programa Academia da Construção, que serve para qualificar lojistas e profissionais. Com ele, revendas estarão aptas a oferecer a “mão de obra assistida” – que nada mais é do que serviços de instalação dos produtos vendidos.

A Academia da Construção já tem cursos acontecendo em 200 pontos de venda, com dez profissionais sendo qualificados em cada um deles. A previsão é que o piloto do programa esteja em andamento até o segundo semestre de 2014, com implantação efetiva do serviço em meados de 2015.

“Estamos formatando o programa para oferecer o serviço de forma consistente, mas, primeiro, devemos ter uma comunidade de profissionais à disposição”, explica Araújo. Inicialmente, serão incluídos apenas serviços básicos, como instalação de chuveiros, assentamento de pisos e pintura. “São serviços que têm grande representatividade no varejo”, diz.

Avaliação profissional

Assim que a comunidade da Academia da Construção estiver pronta, haverá um cadastro dos profissionais qualificados no site do programa, com foto, currículo e avaliação de clientes. Quem tiver má avaliação poderá ser descredenciado do sistema. Já o serviço de indicação da C&C obteve 96% de aprovação dos clientes em 2013. Confira o conteúdo programático das ações de qualificação que a Anamaco implantará nas lojas de materiais de construção clicando aqui.

 

Capacitação tem tudo a ver com conhecimento. Saiba mais sobre formas de proteger o piso durante a reforma. 

Botão Site

Compartilhe esta matéria

Veja também

X