Votorantim Cimentos
Publicado em 19/11/2014Preço do contrapiso: veja quanto cobrar

Preço do contrapiso: veja quanto cobrar

Cálculo de materiais para contrapiso é simples e ajuda a planejar execução dos serviços

Nenhum piso pode ser aplicado sem que antes haja a execução de um contrapiso. Ele tem a função de regularizar a base, criando boas condições de aderência para o revestimento que vai ser assentado. Mas qual será o preço do contrapiso?

O contrapiso é necessário no caso de ambientes com laje ou quando a base é em concreto magro (diretamente sobre o solo). Também tem a função de proporcionar o caimento de água adequado – máximo 0,5% para salas e quartos; 0,5% a 1,5% em direção ao ralo ou à porta de saída; ou 1% a 2% nas lajes de cobertura. Na direção do ralo dos boxes de banheiro, o caimento será de 1,5% a 2,5%, e no máximo de 1% para pisos externos (quintais).

Para determinar o caimento, o correto é usar mangueira de nível e trena. Sua execução mal feita é a principal causa de patologias em obras de pequeno porte. No caso de coberturas, por exemplo, o caimento deve variar de um a dois centímetros por metro linear de laje.

Consumo de argamassa com base no contrapiso

Para simplificar o cálculo do consumo de argamassa, é comum adotar espessura-padrão média de quatro centímetros, o contrapiso. Assim, cada metro quadrado consome 40 litros de argamassa.

O rendimento varia conforme o produto escolhido, e vem indicado na embalagem. Considerando 22,5 kg/m2 para cada centímetro de espessura do contrapiso, temos um consumo médio de 22,5 x 4 cm = 90 kg/m2 de argamassa.

Basta multiplicar então esse total pela área do ambiente. Se, por exemplo, o ambiente tiver 25 m2, a conta é feita assim: 25 x 90 = 2.250 kg (volume de massa pronta). É recomendável, ainda, considerar uma perda de 3% sobre esse consumo. Então, 2.250 x 3% = 2.317,50 kg (volume total de argamassa necessário).

Se cada saco de argamassa tiver 30 kg, basta dividir o total calculado pelo rendimento de cada saco: 2.317,50 kg /30 kg = 77,25 sacos. Ou seja, para assentar 25 m2 de contrapiso de quatro centímetros de espessura serão necessários 78 sacos de argamassa (deve-se arredondar sempre para cima, a fim de que não falte material).

Para determinar o valor dos materiais, basta multiplicar o número de sacos pelo valor de cada saco, obtido junto ao fornecedor ou ponto de vendas.

Também é preciso somar ao custo do material o valor de outros materiais e ferramentas: desempenadeiras de madeira e de aço, mangueira de pedreiro, vassoura, balde com água, impermeabilizante, broxa, martelo, régua de alumínio, enxada, pá e soquete de madeira.

Mão de obra

Para calcular a quantidade de funcionários necessária para o serviço, é preciso conhecer a produtividade média da equipe. Considerando que um pedreiro e um ajudante levam 30 minutos para executar um metro quadrado de contrapiso, é só multiplicar essa produtividade pela área total. Ou seja: 25 m2 x 0,5 hora = 12,5 horas (trabalho de um pedreiro sozinho).

Se o dia de trabalho tem oito horas, é preciso considerar que, com apenas um ajudante, será necessário pouco mais de um dia e meio para concluir o serviço. Para calcular o valor da mão de obra – que contempla também o lucro –, basta multiplicar o tempo consumido pelo valor homem-hora indicado no site do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil do seu Estado.

Lembre-se, ainda, que o aumento da velocidade do serviço é obtido por meio da alocação de mais operários na equipe, com custos proporcionais.

Com cimentos específicos para cada tipo de obra, VCimentos atende todas as demandas da sua loja de construção.Botão Site

Compartilhe esta matéria

Mais lidas

Veja também

X