Publicado por Carla Rocha em 21/09/20205 dicas de precificação em tempos de pandemia
Apesar dos resultados negativos do setor da construção civil nos últimos anos, as lojas de materiais de construção se mantêm firmes.Créditos: Shutterstock

5 dicas de precificação em tempos de pandemia

Oferecer alguma vantagem competitiva é fundamental para conquistar e manter clientes

Atualmente, no Brasil, existem mais de 140 mil lojas de materiais de construção em atividade. Com tanta concorrência, oferecer alguma vantagem competitiva é fundamental para conquistar e manter clientes a fim de obter resultados positivos ao final do mês. Para que um negócio gere lucro dentro de sua atividade é muito importante que o lojista tenha controle maior sobre a precificação de produtos e também sobre o controle de estoque.

Apesar dos resultados negativos que fizeram parte do cotidiano do setor da construção civil nos últimos anos, as lojas de materiais de construção se mantêm firmes no mercado e, de acordo com Bruno Mazon, vendedor da Taurus Materiais de Construção, localizada em São Carlos, a pandemia trouxe algumas imposições e mudanças significativas para isso. “Nas primeiras semanas precisamos fechar as portas, mas depois, com as regras que o Governo impôs, nós conseguimos manter os resultados e ao contrário do que imaginávamos, que as vendas iam cair, o faturamento dobrou”, ressalta.

 

Técnicas no processo de precificação para a loja

O processo de precificação pode não ser uma tarefa fácil para muitos lojistas de materiais de construção, afinal, dentro da formação de preços de qualquer produto precisam estar alocados os custos de sua compra, porque isso tem um papel fundamental também na margem de lucro desejada com as vendas da loja. Confira abaixo cinco dicas de precificação em tempos de pandemia:

 

  1. Utilizar a curva ABC;
  2. Negociar preços e prazos;
  3. Analisar a concorrência;
  4. Considerar variados perfis de clientes;
  5. Oferecer formas de pagamento facilitadas.

 

Uma das principais técnicas que pode ajudar os gestores desses estabelecimentos a realizarem a precificação correta de seus produtos é a utilização da curva ABC. Essa curva é importante, pois ajuda a segmentar os itens dentro dos grupos A, B e C, sendo que os produtos que fazem parte do grupo A e B são os principais responsáveis pelo valor total das vendas. Já os outros 5% das vendas são compostos pelo grupo C, sendo representados, então, pelos produtos com menor valor dentro do estoque.

Considerando este aspecto, a curva ABC é fundamental para compreender os principais produtos que devem ser considerados pelo lojista e quais são essenciais para se ter no estoque e que, consequentemente, podem fornecer maior margem de lucro para a loja. Outro pronto importante é a relação do lojista com os seus fornecedores, levando em conta todas as possibilidades oferecidas por eles e a qualidade de produtos a fim de realizar uma escolha assertiva e que não venha gerar problemas futuros.

A importância do perfil dos clientes na precificação

Ainda de acordo com Bruno, com relação aos produtos, tudo aquilo que está relacionado à reforma tem ganhado mais destaque durante a pandemia. “Os produtos que vendem mais são o cimento Itaú, os tijolos, tinta e portas”, ressalta.  Portanto, para produtos que já possuem certa credibilidade no mercado de construção, é preciso ter certa cautela já que o consumidor dificilmente deixaria de comprá-los por conta de uma pequena alta em seu preço, devido a sua necessidade.

O lojista ou gestor de loja precisa estar preparado para alinhar a sua precificação de produto de acordo com as variações de mercado, além de considerar as práticas aplicadas pela concorrência. Cada loja possui a sua própria política de vendas considerando preço inicial, preço final, prazos mínimos e máximos de pagamentos, sistemas e ferramentas de pagamento, quais possuem venda a vista, cartão de débito ou crédito e até mesmo, em alguns casos, por exemplo, e-commerce, onde são feitos faturamentos através de boleto. Para Bruno, falando sobre a parte de precificação da loja de materiais de construção, “o mais importante é facilitar o pagamento seja através de parcelamento ou outras formas para que a loja não perca a venda”.

Mas nem sempre é tão simples assim quando se tem que considerar algumas variações do mercado, como a elasticidade da demanda e práticas de precificação aplicadas pela concorrência. É importante também que o lojista tenha em mente qual o perfil da sua demanda antes de definir ou modificar o valor dos produtos. Por isso, antes de realizar uma precificação de produtos na loja também é necessário considerar qual o perfil dos clientes e também qual é a sua demanda antes de realizar alterações de preços em itens com que o consumidor que frequenta a loja já está habituado.

 

Quer saber como identificar o perfil de cada cliente da loja? Acesse:

https://www.mapadaobra.com.br/gestao/como-atender-diferentes-tipos-de-clientes/

 

 

Compartilhe esta matéria

Veja também

X