Publicado em 10/01/2019Pintura de parede: quais os hábitos do consumidor?
É preciso destacar que o consumidor é muito mais consciente hoje e tem muito mais acesso à informaçãoCréditos: Shutterstock

Pintura de parede: quais os hábitos do consumidor?

Atualmente, a principal preocupação é com tintas cada vez mais sustentáveis

Recentemente, a Eastman – uma empresa global de especialidades químicas, que produz uma ampla gama de materiais avançados, aditivos e produtos funcionais – divulgou uma pesquisa com aproximadamente cinco mil consumidores de grandes mercados como o chinês, mexicano, norte-americano, francês e turco sobre alguns hábitos de consumo e expectativas sobre o produto.

Entre os resultados, segundo a pesquisa, durante a aquisição de um produto, os consumidores preferem tintas com poder de absorver odores (76%); em segundo, com menos elementos nocivos à saúde com 75%; ou formaldeídos (72%); e produzidas a partir de materiais que sejam absorvidos pelo organismo humano com 57%. Ou seja, os hábitos de consumo mudaram e atualmente a principal preocupação é com tintas cada vez mais sustentáveis. Outro dado importante que também foi divulgado é relacionado à fidelidade dos consumidores às marcas. De acordo com a pesquisa, atualmente, os consumidores não são fiéis à determinada marca e se preocupam principalmente com o preço. Suas principais motivações são ideias, indicações e referências, principalmente, recebidas pelas redes sociais.

De acordo com Fabio Humberg, diretor de comunicação e relações institucionais da Associação Brasileira dos Fabricantes de Tintas (ABRAFATI) entre os principais requisitos para aquisição de tintas de qualidade é fundamental, primeiramente, verificar se ela cumpre os requisitos estabelecidos nas normas técnicas. Esse é o melhor parâmetro para saber se uma tinta tem qualidade. A escolha, seguindo esse critério básico, pode ser feita entre diversos fabricantes. “O Programa Setorial da Qualidade de Tintas Imobiliárias foi criado justamente para que o consumidor tenha parâmetros claros na hora de comprar um produto com qualidade reconhecida. 38 fabricantes, de todas as regiões do Brasil, participam desse programa, que mudou o cenário das tintas imobiliárias no país, elevando o padrão dos produtos disponíveis no mercado”, salienta.

 

Pintura de parede: novos hábitos

Primeiramente, é preciso destacar que o consumidor é muito mais consciente hoje e tem muito mais acesso à informação. Por isso, ele pesquisa, busca referências e está sempre atento às características das tintas que vai comprar. Ele se interessa pela qualidade, pelo bom nome do produto, mas ao mesmo tempo, está atento a temas como os possíveis impactos à saúde e ao meio ambiente, assim como a postura da empresa também faz diferença.

Outra tendência atual muito importante é a vontade de experimentar: novos produtos, novos efeitos e novas combinações de cores. “Por isso, cada vez mais, os fabricantes buscam apresentar inovações e características diferenciadas para suas tintas”, orienta Humberg. Em relação às cores, deve ser lembrado que, nos últimos anos, houve uma forte mudança de comportamento, associado também à tendência de experimentação: de um predomínio absoluto do branco e dos tons pastéis, passou-se a uma utilização muito mais ampla de cores alegres e mais vivas, tanto em fachadas como no interior dos imóveis. Esse uso de cores está cada vez mais disseminado em detalhes, em uma parede inteira, em um cômodo ou em todo o imóvel. Tintas que incorporam novos recursos e que desempenham funções adicionais de proteção das superfícies e de decoração também vêm ganhando força. “É o caso, por exemplo, das tintas com agentes antibacterianos, com fragrância, magnetizadas, com efeito lousa e outras”, complementa.

Siga as dicas abaixo para escolher a tinta ideal:

A escolha da tinta deve começar pelo tipo, verificando a sua adequação à superfície onde será aplicada: alvenaria, metal ou madeira. O segundo critério básico para essa escolha é o local onde a tinta será aplicada: interior ou exterior do imóvel e o tipo de cômodo.

Em terceiro, vem o aspecto técnico: é preciso verificar se a tinta atende às especificações mínimas determinadas pelas normas técnicas brasileiras, para garantir padrões mínimos de qualidade (para conhecer as tintas com qualidade reconhecida, acesse www.tintadequalidade.com.br).

Deve ser destacado que o nível de qualidade das tintas látex (econômica, standard, premium ou super-premium), usadas para alvenaria, indica o atendimento a requisitos mínimos ligados a durabilidade, lavabilidade, poder de cobertura e rendimento, estabelecidos em normas técnicas. Em ambientes internos, podem ser aplicadas tintas dos quatro níveis de qualidade, mas em ambientes externos, só podem ser utilizadas tintas standard, premium e super-premium.

Para a pintura imobiliária, as tintas látex são as mais utilizadas. São produtos à base de água, que, conforme a resina utilizada em sua formulação, são chamados também de tintas acrílicas, tintas PVA ou tintas vinil-acrílicas.  Para revestir as madeiras (portas, janelas etc.), é sempre recomendado o uso de vernizes, stains, esmaltes ou tintas a óleo, que evitam rachaduras e trincas e as protegem de envelhecimento precoce, desbotamento e deterioração, repelindo a água e combatendo a formação de fungos, além de manter o ambiente agradável. Madeiras em áreas externas, expostas à ação do sol, chuva e maresia, devem receber atenção especial, com vernizes com filtro solar e esmaltes premium.

No caso de metais, os produtos indicados são os esmaltes e a tinta a óleo, tanto para o interior quanto para o exterior dos imóveis. Existem também as tintas epóxi, que são uma boa opção para a utilização em pisos, especialmente em locais de grande circulação, por apresentarem excelentes propriedades físicas, mecânicas e químicas (ou seja, têm excelente resistência à abrasão, aderência, dureza, resistência a água etc.). São indicadas para áreas internas, pois a ação dos raios solares é danosa a essas tintas. Há ainda diversos complementos à linha de tintas imobiliárias, como massas niveladoras, massas corridas, fundos, seladores e outros.

 

Quer saber mais sobre cada tipo de tinta para pintura de casa e suas especificações? Acesse:

https://www.mapadaobra.com.br/negocios/pintura-de-casa/

 

 

Compartilhe esta matéria

Veja também

X