Publicado em 29/01/2014Patrimônio público: Praça São Vicente de Paula

Patrimônio público: Praça São Vicente de Paula

Projeto alia características de praça interiorana à linguagem moderna de urbanização

A Praça São Vicente de Paula, em Dom Silvério, ganhou ares de modernidade, sem perder as características típicas de espaço de convivência urbana e patrimônio público do interior mineiro. Com intervenção e projeto do arquiteto Eduardo França, pelo Estúdio Arquitetura, a cidade de 5 mil habitantes, a 180 km de Belo Horizonte, conta com 1.500 m² de espaço público de cultura e lazer.

De acordo com o arquiteto, o projeto une tecnologias construtivas contemporâneas, mas sem descaracterizar o patrimônio público da cidade. “Devido ao seu forte caráter gregário, nossa ideia foi aumentar ainda mais o potencial de encontro de pessoas”, explica.

Com projeto de urbanismo de linguagem simples, em linhas retas e esbeltas, a praça se destaca do entorno, com bancos e degraus lineares e piso de concreto intertravado em jogo de diferentes tonalidades de vermelho. Segundo França, o tipo de pavimentação atende ao caráter público da obra, que exigia baixo custo e alta durabilidade da construção.

O desnível de até um metro entre alguns pontos do terreno, e o formato triangular da planta, foram resolvidos em platôs gramados, que aumentam a área verde e a permeabilidade do solo. Para o projetista, “o desnível entre platôs permitiu a criação de assentos em sua porção pavimentada.

Na parte mais baixa, foi projetado um conjunto de bancos, em concreto, voltados para todo o espaço público e para uma concha acústica, também construída em concreto”. Assim, a Praça São Vicente de Paula teve seu uso ampliado, para apresentações artísticas e o esporte ao ar livre, com equipamentos de musculação e ginástica .

Designers de interiores querem ver sua atividade profissional regulamentada; confira os próximos passos dessa luta

Botão Site

  • No projeto de Eduardo França, os totens de iluminação da nova Praça São Vicente de Paula seguem o estilo de estrutura metálica grafite também adotada nas coberturas. Em Dom Silvério, Minas Gerais - Foto: Gabriel Castro
  • Intervenção do arquiteto Eduardo França, na praça central de Dom Silvério, dialoga com a arquitetura histórica da pequena cidade interiorana de Minas Gerais - Foto: Gabriel Castro
  • Um dos destaques da nova Praça São Vicente de Paula, em Dom Silvério, Minas Gerais, são as diferentes tonalidades de vermelho e cinza do piso de concreto intertravado, adotado pelo arquiteto Eduardo França - Foto: Gabriel Castro
  • Degraus de linhas retas de concreto vencem o desnível com a rua de acesso à praça de Dom Silvério (MG), projetada por Eduardo França, do Estúdio Arquitetura - Foto: Gabriel Castro
  • Bancos de concreto dialogam com a cobertura em estrutura metálica, na concepção de espaço público pelo arquiteto Eduardo França para a Praça São Vicente de Paula, em Dom Silvério (MG)- Foto: Gabriel Castro
  • Com o projeto de Eduardo França, a Praça São Vicente de Paula, em Dom Silvério (MG), ganhou concha acústica em concreto para apresentações culturais - Foto: Gabriel Castro
  • Construção em concreto e perfis metálicos preserva arborização original da Praça São Vicente de Paula, idealizada pelo arquiteto Eduardo França, para a pequena cidade de Dom Silvério, em Minas Gerais - Foto Gabriel Castro
  • O Estúdio Arquitetura optou pelo concreto para a construção de degraus entre os desníveis dos platôs gramados da praça da cidade de Dom Silvério, interior de Minas Gerais - Foto: Gabriel Castro
  • Intervenção urbana de Eduardo França para praça central de Dom Silvério (MG) reserva espaço para atividades culturais e de condicionamento físico com aparelhos - Foto: Gabriel Castro
  • A área reservada aos bancos de concreto, projetada pelo Estúdio Arquitetura, recebeu uma cobertura metálica na cor grafite, em pintura fosca. Praça São Vicente de Paula, Dom Silvério (MG) - Foto Gabriel Castro
Compartilhe esta matéria

Veja também

X