Publicado em 17/08/2017Sistemas de paredes de concreto PVC ajudam a reconstruir cidade
Um dos principais ícones da cidade, a igreja matriz, também foi totalmente destruída na catástrofeCréditos: Jaboticaba Fotos/shutterstock.com

Sistemas de paredes de concreto PVC ajudam a reconstruir cidade

Na passagem de 2009 para 2010, São Luis do Paraitinga, cidade no Vale do Paraíba, foi devastada pelas águas do rio Paraitinga, que subiu 10 metros. Concreto PVC tem ajudafo a reconstruir cidade

Na passagem do ano de 2009 para 2010, São Luiz do Paraitinga, cidade localizada no Vale do Paraíba e berço do sanitarista Oswaldo Cruz, foi destruída pela maior enchente já registrada em todos os tempos. Sua reconstrução, mesmo que vagarosa, contou com sistemas de paredes de concreto PVC.

Foram necessárias ações emergenciais em toda a região e o Governo do Estado anunciou investimentos para todo o Vale do Paraíba. Em São Luiz do Paraitinga, foi montado um plano para a construção de habitações de interesse social, no qual as primeiras moradias foram realizadas por ação da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo (CDHU) com apoio de diversos parceiros, visando a rapidez de construção e a qualidade dessas edificações.

Dada a urgência de início das obras, optou-se por utilizar projetos padronizados da CDHU, já com custos e detalhamentos bem definidos. Foram selecionadas duas tipologias distintas: sobrados com 54,36 m² e casas térreas de 65,90 m² de área construída. No total, foram executadas 151 unidades habitacionais, sendo 106 sobrados e 45 casas térreas, totalizando 8.727,66 m² de área construída.

 

Sistema Construtivo

Para execução das casas e sobrados, foi escolhido o sistema de construção com paredes de painéis de PVC, preenchidas com concreto armado. O sistema consiste em painéis duplos de PVC encaixados, cujo interior é oco para que seja preenchido com concreto no próprio local da obra. Ao fim do processo, permanecem como revestimento final das paredes, podendo, entretanto, receber revestimento adicional, como tinta e azulejo.

 

Concreto PVC

O Royal Building Systems (RBS), ou o “Concreto PVC”, como ficou popularmente conhecido, é um processo construtivo composto por paredes de concreto com fôrmas fixas de PVC. Este sistema, desenvolvido inicialmente pela Royal Technologies, no Canadá, utiliza perfis leves de PVC encaixados por módulos, deixando um vão livre, oco, preenchido por concreto e aço estrutural.

Os painéis de PVC atuam como fôrma, confinando o concreto que constitui a edificação e servindo de acabamento interno e externo às paredes da moradia, sem necessidade de revestimentos como pintura, cerâmica etc.

Embora o próprio PVC sirva como acabamento, este material aceita qualquer tipo de pintura ou texturização e pode receber revestimentos cerâmicos e diversos tipos de acabamento para fachada. Entre as qualidades do sistema construtivo Concreto PVC, destaca-se a rapidez de execução, a durabilidade e praticidade do PVC (facilidade de limpeza e manutenção), e o menor consumo de água e energia na obra.

Nesta publicação, disponível para download logo abaixo, apresentaremos as parcerias e as etapas envolvidas na construção do empreendimento, que viabilizou a construção de 151 moradias, construídas com sistema de paredes de concreto com fôrmas fixas de PVC.

 

A tragédia

O nível do rio Paraitinga, que atravessa a cidade, subiu 10 metros acima do normal. A água cobriu o telhado dos imóveis e, como muitos deles eram construídos com taipa de pilão e pau a pique – estruturas que levam principalmente barro em sua composição –, as paredes amoleceram e vieram abaixo.

A igreja matriz foi totalmente destruída. Estima-se que 300 edificações, entre residências, padarias, supermercados, farmácias e até o prédio da prefeitura, tenham sido total ou parcialmente destruídas.

Conhecido por seu patrimônio histórico: abriga um casario de 437 imóveis dos séculos XVIII e XIX tombados pelo Condephaat, além de ter um dos carnavais de rua mais concorridos do estado de São Paulo.

 

Painéis cimentícios são conhecidos pela rapidez que proporcionam para as obras. Mas você sabe como é o passo a passo da instalação?

 

 

Compartilhe esta matéria

Veja também

X