Publicado em 12/02/2016Para sempre, blocos
Créditos: Ricardo Bassetti

Para sempre, blocos

Arquitetura empilha blocos de concreto vazados que funcionam como vasos e embelezam canteiro

Sobrou um canto no quintal, ou um pequeno jardim para plantar? Ele também pode ser decorado, e não vai precisar de muita coisa – basta ter criatividade, e alguns blocos de concreto à mão. Não importa se são estruturais ou de vedação. Essencial é que eles tenham furos, onde será plantada toda a vegetação. A solução é excelente para os apaixonados por hortaliças!

A Suite Arquitetos aproveitou um canteiro de 20 m x 80 cm, num corredor lateral, para empilhar blocos e fazer um jardim. A arquiteta Daniela Frugiuele integra a equipe, e explica que eles foram assentados em patamares de alturas diferentes, com desníveis, e muito estilo. “Antes, é preciso aplainar a base de terra, com leve inclinação na direção de um ralo, para drenar a água”, diz. “É indicado fazer um pequeno projeto, para que a pilha fique firme e estruturada.”

É uma solução para durar, e se o projeto for bem pensado, não vai ser necessário usar argamassa, porque o próprio peso dos blocos, empilhados, trava o sistema. Porém, quem quiser ter mais segurança, usa a Votomossa Massa Pronta no assentamento, com cuidado para não fechar os furos dos blocos, onde plantas ficarão “encaixadas”. Por fim, lembre-se de não subir demais a pilha de blocos, que terá, em toda a sua extensão, no máximo um metro de altura. “Dentro dos furos dos blocos colocamos pequenos vasos (também furados no fundo), e daí é só escolher as plantas, que devem ser resistentes a espaços confinados.”

Veja como ficou esse jardim, na galeria de fotos.

 

Confira também dicas de uma urbanista de como criar um jardim vertical na sua casa utilizando blocos.Botão Site

  • O jardim de blocos empilhados, onde a vegetação é plantada, pode ser executado em um único dia, com ou sem o uso de argamassa. Simples e rápido, é preciso pensar num assentamento sólido, estruturado e estável para as peças, a fim de que o muro não ceda
  • São os blocos de concreto que fazem o papel de vasos, pois são porosos e deixam escoar a água. Em jardins muito ensolarados o dia todo, a solução é ideal para ervas e temperos
  • Se o jardim receber luz direta do sol apenas algumas horas do dia, prefira plantas de meia-sombra. O paisagista Cezar Scarpato trouxe lavanda, torênia, onze-horas, além de folhagens como lambari, zebrina, aspargo-pendente e aspargo-pluma. Os blocos não são bons para plantas de raízes grandes
Compartilhe esta matéria

Veja também

X