Votorantim Cimentos
Publicado em 05/11/2013Conheça os melhores materiais para isolamento acústico

Conheça os melhores materiais para isolamento acústico

O material adequado para cortar o barulho da rua e de residências vizinhas depende de cada caso

O barulho de congestionamentos nas cidades brasileiras gera sérios problemas de saúde pública, como estresse e depressão. O uso de revestimentos que reduzem a transmissão de ruídos entre ambientes pode amenizar este incômodo. Segundo o engenheiro e diretor da Sonar Engenharia, Olavo Fonseca Filho, para cada tipo de situação e intensidade de ruído será indicado um material específico para isolamentos acústicos.

Forros e paredes estruturados em perfis metálicos, com placas cimentícias ou de gesso acartonado duplo e camadas intermediárias de lã mineral, reforçam a proteção contra ruídos aéreos – aqueles transmitidos pelo ar, provenientes de fontes diversas, como aviões, carros e motos. Essa solução, no entanto, é pouco eficaz contra o barulho de vizinhos que arrastam móveis e andam de salto alto no andar de cima. “Para pisos, onde o principal problema é a geração de ruídos de impacto, o jeito é instalar mantas acústicas diretamente entre a laje e o revestimento escolhido”, indica o especialista em acústica.

A absorção de ruídos gerados no interior do próprio ambiente (num estúdio musical, por exemplo) é feita por placas de fibra mineral fixadas às paredes, forros perfurados de gesso ou madeira, e espumas acústicas coladas – no forro ou na laje.

Conheça cada um dos materiais utilizados para isolamentos acústicos:

Lã de Vidro
Produzida a partir de sílica e sódio a altas temperaturas, aglomerados por resinas sintéticas, possui boa eficiência termoacústica e alta resistência ao fogo. É comercializada em rolos ou em painéis, de densidades e espessuras variadas. Entre suas características estão leveza, facilidade de manuseio e de corte, além de ser incombustível (não queima), o que evita riscos de incêndio. Indicada para aplicação nos forros, paredes de drywall (gesso acartonado) e contrapisos.

Lã de Rocha
Produzida a partir de rochas vulcânicas chamadas diábase, é resistente ao fogo. Considerada excelente isolante térmico, permite elevado índice de absorção acústica. Indicada para forros, paredes de drywall, pisos flutuantes, coberturas e para revestir dutos de ar condicionado. O material flexível está disponível nos formatos manta, painel, feltro, flocos e tubo.

Lã de PET
Produzida a partir da reciclagem de garrafas plásticas, com forte apelo sustentável. Resistência ao fogo aceitável para áreas comerciais e residências. Tem bom desempenho termoacústico. Fabricado em diferentes densidades, formatos e dimensões, associa-se a estruturas metálicas e pisos de escritórios, indústrias, galpões, teatros, auditórios, residências, hospitais, escolas e universidades.

Espumas acústicas
Há espumas de poliuretano, que recebem aditivos para retardar o alastramento do fogo e reduzir a produção de fumaça tóxica. Outras espumas acústicas especiais, fabricadas a partir de melamina, são quase incombustíveis, ou têm baixíssimos índices de produção de fumaça tóxica.

Borrachas sintéticas
As borrachas sintéticas são utilizadas nos pisos para absorver ruídos de impacto. Fabricadas a partir de pneus reciclados, têm apelo sustentável.

Painel Wall
É composto por duas camadas de placas cimentícias, sem adição de amianto, com miolo em madeira. De bom desempenho acústico, é normalmente aplicado nos pisos de mezaninos de lojas e combinado com borrachas sintéticas, nos flutuantes. Também usado para isolamentos acústicos de máquinas.

Composição do painel de vidros mais os caixilhos são importantes para garantir o melhor funcionamento do Vidro Insulado, solução termoacústica. 

Botão Site

Compartilhe esta matéria

Mais lidas

Veja também

X