Publicado em 01/07/2014Modelos pré-moldados para fornos e lareiras

Modelos pré-moldados para fornos e lareiras

Confira cinco projetos de fornos pré-moldados e de lareiras com acabamento original em concreto

Fornos de pizza não são só coisa de casa de campo. Pintados ou com acabamento em concreto à mostra, eles integram até projetos de cozinha. E os modelos de concreto, que já vem pré-moldados, facilitam a instalação. “Não requer mão de obra especializada e dá para usar 24 horas após a moldagem”, destaca a arquiteta Caroline Camasmie, do escritório CSDA, em São Paulo.

Em apartamentos, vai ser preciso ter saída de fumaça adequada. A única desvantagem é o peso e dificuldades em caso de reforma. Já na área social, a lareira aquece e decora, inclusive com toques de concreto.

Selecionamos projetos em que o materialaparece dando acabamento a modelos à lenha e a gás. Mais uma prova da versatilidade do concreto, ao mesmo tempo robusto e elegante.

Conteúdo publicado em Casa.com.br

Gesso e massa corrida: cada um é indicado para situações específicas

Botão Site

  • Para dar conta das altas temperaturas, o concreto tem que ser especial. Ele é chamado de refratário e tem de 38% a 40% de alumina, ou óxido de alumínio. Graças a esse composto químico, o concreto potencializa o aquecimento interno e garante isolamento térmico. “Dessa forma, gera maior autonomia em relação ao consumo de lenha e risco mínimo de rachaduras e trincas na estrutura”, explica Marcio Gemignani, diretor executivo da Largrill, empresa especializada em revender fornos pré-moldados. O projeto é dos arquitetos Eliane Fiuza e Luiz Henrique Medeiros, Rio de Janeiro - Foto: Divulgação
  • A opção dos arquitetos Flavio Butti e Alice Martins, de São Paulo, pelo forno pré-moldado de concreto na área da churrasqueira, foi baseada na praticidade. “A vantagem desse forno em relação a outros tipos é a montagem, simples”, diz Flavio. O kit semipronto inclui as peças de concreto, cintas de aço para conter a dilatação do material refratário e duto de aço para saída da fumaça. Outra vantagem, para Flavio, é a opção em utilizar o forno sem revestimento externo. “Apesar disso, é sempre ter algum acabamento, para não escurecer, sujar ou manchar com o uso” - Foto: Luis Gomes
  • Neste apartamento de cobertura, o forno foi revestido com uma textura para dar acabamento de pintura e manter o aspecto rústico. A base de concreto foi feita no capricho - esse é um dos segredos para o sucesso da instalação do kit. Além desses cuidados, as arquitetas Denise Abdalla e Christiane Sacco, que têm escritório em São Paulo, projetaram um amplo pergolado com estrutura de alumínio e ripas de madeira para abrigar churrasqueira e forno de pizza. A cobertura é essencial para proteger o forno da chuva, já que a umidade pode danificar o concreto e comprometer seu funcionamento - Foto: Divulgação
  • A lareira escolhida pelo arquiteto paulista Frederico Zanelato é semipronta, de tijolos refratários. Mas o concreto também deu o ar da graça no projeto. O arquiteto fechou o “kit lareira” com uma caixa de concreto, que tem espaço para armazenar o estoque de lenha. A escolha, segundo ele, “veio da reutilização de sobras de materiais na obra para criar uma caixa única e de fácil manutenção”. As fôrmas para moldar o concreto foram feitas com restos de madeira e a armação, com restos de ferro. Depois de pronta, a lareira recebeu acabamento com resina, para maior durabilidade - Foto: Luis Gomes
  • Os arquitetos do escritório paulista Idea queriam uma lareira rústica e prática. Eles optaram por um modelo a gás. E o concreto entrou na jogada, junto com a madeira de demolição, para garantir o visual desejado. O concreto moldado na obra cobre toda a frente e cria uma espécie de painel. Simples, bonito e econômico - Foto: Divulgação CasaPRO
Compartilhe esta matéria

Veja também

X