Votorantim Cimentos

Inscreva-se grátis e receba nossa newsletter.

Publicado em 16/05/2019Gestão de loja: 5 dicas para organizar os negócios
Entre as formas de auxiliar na organização da loja de materiais de construção está a criação de métodos para manter uma agendaCréditos: Shutterstock

Gestão de loja: 5 dicas para organizar os negócios

A organização possibilita que o empresário tome decisões baseadas nos números e não apenas na intuição

Uma loja de material de construção é um negócio de natureza comercial, voltado à venda de materiais para serem usados em reformas e construção de casas, apartamentos, prédios, entre outros. Dessa forma, tanto materiais básicos (como tijolos, telhas e cimento) quanto de fino acabamento (como lâmpadas, fios, tintas, tijolos, luminárias, pisos e chuveiros) são vendidos em lojas de material de construção. Uma das maiores preocupações dos lojistas de materiais de construção é organizar os negócios de maneira assertiva. Entre as formas de auxiliar na organização da loja de materiais de construção está a criação de métodos para manter uma agenda para ordenar as atividades do dia a dia e considerar a pesquisa por novos produtos e tendências nela; desenhar processos de metas para a equipe com premiações é uma das formas de manter o funcionário motivado.

Confira os principais problemas da falta de organização:

  • Falta de planejamento de curto, médio ou longo prazo.
  • Erro no cálculo das comissões oferecidas para os vendedores.
  • Sensação de que trabalha muito, mas não vê a “cor” do dinheiro.

De acordo com o consultor do Sebrae-SP, Felipe Destri Torrecillas, sem uma noção de quais produtos têm maior margem ou vendem mais, o empresário pode tomar decisões erradas na elaboração do plano de marketing e vendas. “Além disso, a imprecisão no cálculo do capital de giro inicial pode ter como consequência a falta de dinheiro para honrar os compromissos básicos da empresa”, destaca. Para o consultor, é imprescindível o uso de um software de gestão que faça a integração das diferentes áreas da empresa. Os relatórios de gestão fornecidos pelo sistema dão o embasamento nas tomadas de decisões da companhia.

Conheça algumas planilhas que podem auxiliar na organização do dia a dia da loja:

DRE: a apuração de resultados é realizada uma vez por mês, sempre referente ao mês anterior.

Análise de indicadores: indicadores como lucratividade, rentabilidade, prazo de retorno, ponto de equilíbrio e grau de alavancagem operacional são utilizados para diagnosticar a saúde financeira da empresa.

Movimentação de caixa: acompanhamento diário dos saldos financeiros (entrada e saída de dinheiro).

Fluxo de caixa projetado: projeção dos saldos mensais tendo como base o histórico financeiro da empresa.

Curva ABC e controle de estoque: estudo baseado no Princípio de Pareto (80/20) e controle das entradas e saídas do estoque.

Outro ponto a se destacar é que a principal vantagem da organização administrativa é possibilitar que o empresário tome decisões baseadas nos números e não apenas na intuição. Isso aumenta muito as chances de alcançar o lucro.

 

Para mais dicas sobre automação do fluxo de caixa, acesse: https://www.mapadaobra.com.br/gestao/fluxo-de-caixa-informatizado-otimize-sua-gestao-financeira/

 

 

Compartilhe esta matéria

Busca conteúdos exclusivos sobre o mercado da construção civil?

Inscreva-se grátis e
receba nossa newsletter.

X