Votorantim Cimentos
Publicado em 08/11/2018Caixa d’água: conheça os diferentes tipos
Caixas d’água podem ser de aço inox, polietileno e poliésterCréditos: Shutterstock

Caixa d’água: conheça os diferentes tipos

Ela garante a potabilidade da água, permite a inspeção e uma manutenção adequada além de suprir o fornecimento da edificação

A crise hídrica que ocorreu nos estados da região sudeste nos últimos anos fez crescer a procura pela caixa d’água nas lojas de materiais de construção. No entanto, esse elemento sempre foi necessário em qualquer obra, pois garante o abastecimento e se adapta a diversos tipos de projeto.

Os reservatórios domiciliares podem ser fabricados com diferentes materiais. Quando se trata de edificações baixas, com altura relativa à de um sobrado, não há, em geral, a necessidade de reservatórios inferiores, sendo, portanto, empregados apenas os reservatórios superiores. No caso de edifícios, que são construções de altura elevada, o sistema de reservação conta com os dois tipos, sendo que o inferior tem a função de armazenar somente, enquanto que o superior tem a função de armazenar e pressurizar a água conduzida aos apartamentos.

 

Tipos de caixa d’ água

Após um longo período com predominância dos reservatórios de fibrocimento, que continham amianto em sua composição (material que foi proibido no Brasil), passaram a ser utilizados outros materiais. Atualmente, as opções mais empregadas são:

  •         Polietileno:  Regulamentado pela norma ABNT NBR 14799;

É o material mais utilizado no mundo na fabricação de reservatórios de água. São leves e flexíveis, além de possuírem uma superfície mais lisa que facilita a limpeza. Porém, exigem cuidados na instalação. Devem ser instalados sobre uma superfície plana e horizontal, os furos devem ser executados somente nas áreas indicadas pelo fabricante e não devem ser submetidos a vibrações (de uma bomba, por exemplo).

  •         Aço inox:  Regulamentado pela norma ABNT NBR 14863;

Tem como características maior resistência a impactos e durabilidade, além do material proporcionar também uma maior facilidade de limpeza e, dependendo do local de instalação, pode manter a temperatura da água mais fresca. Tem como desvantagem o preço, quando comparado aos reservatórios de material plástico;

  •    Poliéster reforçado com fibra de vidro:  Regulamentado pela norma ABNT NBR 8220;

Os reservatórios de poliéster reforçado são formados por placas modulares e podem ser montados no local da obra. São indicados para reservatórios de grande capacidade. A fibra de vidro é um produto leve, porém não apresenta grande resistência a impactos e a perfurações, o que dificulta a sua manutenção. A instalação também deve ser feita sobre uma superfície plana e horizontal e os furos também devem ser feitos nos locais indicados pelo fabricante. Tem como vantagem o preço, se comparado aos reservatórios de polietileno e de inox.

 

Como escolher a melhor opção de caixa d’água para o seu projeto?

Para escolher a melhor opção de caixa d´água para a sua construção deve-se, primeiramente, analisar alguns aspectos como material, qualidade, durabilidade e quantidade de pessoas que serão  abastecidas pelo reservatório em questão.  

Confira a performance dos tipos de caixas d’água citados:

 

Tipos Resistência Leveza e Praticidade Limpeza Temperatura Preço Proteção da água
Aço inox Alta Média Alta Alta Alto Média
Polietileno Média Alta Alta Média Médio Alta
Poliéster Média Alta Alta Média Médio Alta

 

O que deve-se verificar nas caixas antes de comprá-las?

Segundo o professor Helio Narchi, do curso de Engenharia Civil do Instituto Mauá de Tecnologia, independentemente do material da caixa d’água, deve-se garantir que o mesmo cumpra de modo adequado as suas funções, que são armazenamento sem risco de contaminação e pressurização suficiente da água. “O dimensionamento desse sistema deve ser feito de modo que o mesmo tenha o volume e as dimensões necessárias para atender suas funções e ajustar-se às limitações construtivas e de espaço existentes”. Focando novamente em residências, a aquisição de um reservatório deve ser precedida pela elaboração do projeto de instalações hidráulicas, elaborado por um especialista.  Em outras palavras, a compra da caixa d’água dependerá muito do que foi estabelecido no projeto.

O reservatório de água é parte integrante dessas instalações e seu dimensionamento e especificação de materiais é feito em conjunto com o das tubulações, válvulas e outros elementos. Outro ponto a ser observado é a necessidade de se realizar a manutenção periódica do reservatório a cada seis meses. Além disso, o observatório deve estar bem vedado a fim de evitar a entrada de sujeiras e outros detritos que podem causar doenças graves.

 

Sistema de reservação em edifícios

A função e a localização do sistema de reservação podem ser determinantes na escolha do seu tipo de material. Por exemplo, um reservatório inferior, se enterrado, é usual que seja em concreto armado, se apoiado no piso do subsolo, pode ser em concreto ou constituído pelos outros materiais citados. Antes de decidir qual é a caixa d’água ideal para a sua obra devemos avaliar as características do projeto, calcular a capacidade mínima de armazenamento e verificar o local de instalação.

De acordo com Ronaldo Suzuki, arquiteto e urbanista e Escola de Engenharia da  Universidade Presbiteriana Mackenzie, o local deve ter fácil acesso, uma altura que proporcione uma pressão suficiente para os pontos de consumo e possuir uma superfície plana e horizontal que suporte a carga da água mais o peso próprio do reservatório. Independente do material, todos os reservatórios devem garantir a potabilidade da água, permitir a inspeção e uma manutenção adequadas além de suprir a edificação em caso de interrupção no fornecimento de água por, no mínimo, um dia.

 

Agora, saiba como deve ser realizado o orçamento de uma obra hidráulica: http://www.mapadaobra.com.br/negocios/orcamento-de-obras-hidraulicas/

 

Compartilhe esta matéria

Mais lidas

Veja também

X