Publicado em 06/04/2016Feira da Construção acontece no pavilhão do Anhembi, em SP
Evento reúne mais de 2 mil marcas de produtos, distribuídas em 85 mil m² de feira, durante 5 dias

Feira da Construção acontece no pavilhão do Anhembi, em SP

Com vários eventos paralelos à Feira da Construção, novidade é o Pollutec Brasil, que vai tratar de sustentabilidade e saneamento ambiental

A 22ª Feira da Construção – Feicon Batimat – acontece de 12 a 16 de abril, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo. Evento referência na América Latina, a Feicon é conhecida como oportunidade para conhecer novos produtos e seus fornecedores, com agenda de palestras, debates e demonstrações técnicas. As inovações abrangem variados sistemas construtivos, em mais de 15 setores, que vão desde fundação e estruturas, até revestimentos, assessórios, tintas e vernizes.

Este ano, a novidade é o Pollutec Brasil, evento paralelo à feira que vai tratar de saneameto ambiental e sustentabilidade – água, energia, reciclagem e qualidade do ar. A Conferência Feicon Batimat, por sua vez, terá seminários de associações e empresas, além de apresentações técnicas e estudos de caso. No ano passado, o evento gerou R$ 600 mi em negócios, teve mais de duas mil marcas representadas e um volume de visitantes que superou 118 mil pessoas. Nesta edição, são novamente aguardadas mais de 2 mil marcas de produtos, distribuídas em 85 mil m² de feira.

O credenciamento para visitar a Feira da Construção pode ser feito pelo site. Profissionais e estudantes convidados ou pré-credenciados poderão acessá-la livremente. Já os profissionais e empresários da construção civil que não fizerem o pré-credenciamento pagarão uma taxa de entrada de R$ 55 no balcão de atendimento (débito ou crédito). Estudantes da área (faculdades e cursos técnicos) poderão ingressar apenas nos dias 15 e 16 de abril, mediante o pagamento de uma taxa de R$ 20 – se não estiverem em grupo pré-credenciado. Horário: de terça a sexta, das 11h às 20 horas; sábado, das 9h às 17 horas.

Quadro comparativo de venda de materiais de construção analisa custos do comércio eletrônico frente aos de uma loja física. Confira!

Botão Site

Compartilhe esta matéria

Veja também

X