Publicado em 03/06/2014Emenda isolada

Emenda isolada

Soldar charrua com estanho reduz o risco de choques e curtos nas instalações elétricas

Charrua é o nome dado a um tipo de emenda específica para a derivação de cabos elétricos de seção nominal entre 10 mm² e 12 mm², muito utilizada nas caixas de medição (relógio de luz). Primeiro, são desencapados cinco centímetros do meio do cabo principal. De um outro cabo, com o qual será feita a derivação, são desencapados de 10 cm a 12 cm, a partir de suas pontas. Em seguida, esses filamentos de cobre expostos são separados em duas partes.

Os filamentos da ponta do cabo de derivação passam por entre os fios de cobre, também expostos, do cabo principal. Com os dedos, é feita uma torção de um lado, e depois do outro, sempre enrolando os fios de derivação sobre o principal. Para finalizar a emenda, utilize um alicate, com leve aperto. Se a charrua estiver dentro de uma caixa de relógio de luz, vai ser necessário proteger do contato com calor e umidades. É indicado soldar sobre a emenda uma fita de autofusão e, depois, cobrir a solda com fita isolante, chegando um pouco além da parte desencapada.

“Em nossas obras, todas as emendas são soldadas a maçarico e com estanho, para blindar, o que evita que umidades causem oxidação (ferrugem) da parte emendada”, explica Alexandre Cordeiro Franco, da Pred Fort Empreiteira. Não é indicado fazer charruas dentro de tubulações das paredes ou dos pisos. O acesso às emendas deve ser fácil e permanente, para manutenções preventivas necessárias, e reduzir os riscos à segurança do usuário.

Saiba por que materiais para instalação elétrica são essenciais em revendas

Botão Site

Compartilhe esta matéria

Veja também

X