Publicado em 23/10/2013Cuidados com o empréstimo de capital de giro

Cuidados com o empréstimo de capital de giro

Empréstimo de capital de giro pede controle rígido de caixa, evitando gastos excessivos

Quando há um lapso de tempo entre pagar o fornecedor e receber do cliente, e inexistem recursos próprios em caixa, empréstimos bancários podem resolver a falta de capital de giro – necessário para manter a loja em atividade. Mas é preciso cuidado, para não perder o controle nem comprometer demais, com os juros, a saúde financeira do negócio.

Além de linhas de financiamento de capital de giro, instituições financeiras oferecem outras opções, como desconto de recebíveis e conta garantida. Para o consultor Maurício Mezalira, do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado de São Paulo (Sebrae-SP), antes de escolher o produto, é preciso considerar o montante necessário para cobrir contas, prazos adequados para pagamento da dívida, valor máximo possível de cada prestação a pagar e o custo efetivo do empréstimo (taxas de contratação e de juros).

Para encontrar respostas, no entanto, o revendedor terá de ter uma rigorosa gestão prévia de suas receitas e desembolsos. “É por meio do controle diário do fluxo de caixa que o empresário consegue enxergar soluções para agir de forma a equilibrar as finanças: projeção de entradas e saídas de recursos, por exemplo, indicam se ele pode tomar decisões visando diminuir ou até mesmo eliminar a necessidade de pegar o dinheiro emprestado”.

O empresário pode ainda realizar promoções que queimem mercadorias estocadas há muito tempo, negociar prazos de pagamento com seus fornecedores, e até mesmo rever seu mix de produtos, ao preferir aqueles de maior giro, evitando assim compras excessivas ou desnecessárias. Tudo isso para que não precise financiar seu capital de giro. Se não houver jeito de enxugar os custos por conta própria, as melhores condições de empréstimo estão, geralmente, no banco onde já há um relacionamento. Isso não quer dizer que a primeira oferta deva ser aceita.

Segundo Mezalira, vale a pena pesquisar em várias instituições para conhecer os melhores produtos. “Urgência é palavra que não combina com busca por crédito. Fazer empréstimo é comprar dinheiro e, como qualquer compra, tem que ser bem planejada”, alerta.

Conheça agora tipos de impermeabilização de ambientes agressivos

Botão Site

Compartilhe esta matéria

Veja também

X