Publicado em 06/04/2017Construção de paredes com placas de cimento
Os painéis cimentícios proporcionam maior velocidade na construção de paredesCréditos: Visia

Construção de paredes com placas de cimento

Sem necessitar de mão de obra especializada, construção de paredes com painéis cimentícios é de fácil execução e proporciona redução de prazos

De instalação simples, as placas de cimento proporcionam maior velocidade na construção de paredes. Embora não necessite de mão de obra especializada, o procedimento tem como ponto mais crítico a garantia de que sejam respeitados os espaçamentos entre as peças. Confira!

Passo a passo de construção com placas de cimento

– Inicia-se o procedimento de construção de paredes com pais cimentícios com a colocação das estruturas de aço.

– Na sequência, devem ser realizadas marcações nas estruturas, indicando onde as placas de cimento serão fixadas. É importante se certificar de que as peças ficarão a, pelo menos, 1 cm de distância do chão.

– Também é recomendável desenhar nas placas de cimento alguns pontos que mostram as regiões que serão perfuradas para receber os parafusos. A indicação é que a fixação inicie nas pontas das placas as distância seja de 5 cm do lado da borda horizontal e 10 cm do lado da borda vertical, as demais fixações seguem a cada 30 cm por toda a extremidade e também ao centro em cada montante da estrutura (figura abaixo).

– Usando uma parafusadeira, comece a fixar o painel cimentício seguindo tanto as indicações feitas nas estruturas quanto as desenhadas na própria placa. Devem ser colocados parafusos em todos os montantes da peça.

– Com a primeira placa presa à estrutura, marque uma distância de 3 mm de junta entre as peças e execute a fixação do próximo painel seguindo os mesmos passos do anterior. É importante ficar atento para que os parafusos das duas placas não fiquem perfeitamente alinhados, pois isso cria uma tensão com força suficiente para danificar a peça.

– O tratamento das juntas começa com a limpeza da região, sendo que a retirada dos materiais maiores é feita com uso de espátula. Com a ausência de imperfeições, é aplicada uma demão de primer no rebaixo da placa, localizado a, aproximadamente, 15 cm de cada lado.

– Com o primer seco, prepare a massa cimentícia que será aplicada nas juntas. Essa argamassa deve ser totalmente homogênea.

– A argamassa é aplicada na região de rebaixo da peça, preenchendo uma área de cerca de 8 cm.

– Depois da secagem da argamassa, cole uma fita de tratamento de junta que tenha 5 cm de largura. Essa fita, que precisa estar completamente esticada, serve para guiar a execução da nova camada de argamassa. É preciso cobrir completamente a fita com a argamassa.

– Para a terceira demão, repita o procedimento da segunda. A única diferença é que a fita de tratamento de junta deverá ter 10 cm ao invés dos 5 cm anteriores. Nessa etapa, após cobrir toda a fita, a junta deverá estar completamente nivelada. A cura dessa etapa demora 24 horas.

– Em ambientes quentes, é provável que apareçam fissuras nas juntas tratadas. Nesse caso, é recomendável uma nova demão com a fita de 10 cm e aguardar mais 24 horas para a nova cura.

– Para finalizar o tratamento das juntas, aplica-se a massa de acabamento. Passado um dia da execução, é possível lixar toda a superfície para prepará-la para receber o acabamento final, que pode ser de qualquer tipo de revestimento disponível no mercado.

Chapas cimentícias podem ser empregadas como divisórias de ambientes ou fechamentos de estruturas (paredes), até mesmo em fachadas.

Botão Site

Compartilhe esta matéria

Veja também

X