Publicado em 19/11/2013Conheça o concreto autoadensável (CAA)

Conheça o concreto autoadensável (CAA)

Material dispensa vibração ou qualquer tipo de compactação externa para se moldar às fôrmas

A professora Denise Dal Molin, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, participa de seminários como o Estruturas de Concreto – Tendências, Projeto e Execução, promovido pela Editora PINI e que conta com o interesse e participação de centenas de engenheiros civis. Ela mostra casos de uso do concreto autoadensável (CAA) – material que se molda às fôrmas e preenche espaços, sem a necessidade de vibração ou compactação externa. “O concreto é considerado autoadensável quando a mistura alcança fluidez, coesão e resistência à segregação para escoar intacta entre barras de aço”, define a professora.

Denise explica que o material pode tanto ser moldado em loco como aplicado na indústria de pré-moldados. Também é dosado no canteiro de obras, ou em centrais de concreto, e depois transportado em caminhões-betoneira para as construções. Pode ser lançado com bombas de concreto, por gruas ou simplesmente espalhado. “Elimina a necessidade de adensamento, o que se traduz em ganho de tempo, redução de custos com mão de obra e minimização dos inconvenientes da vibração (equipamentos elétricos, ruídos, atividade pouco ergonômica).”

O CAA colabora ainda com o melhor acabamento final de superfícies, e permite a eliminação de macrodefeitos, bolhas de ar, falhas de concretagem e grandes vazios resultantes da má vibração, aumentando a durabilidade dos resultados. A Engemix produz concreto autoadensável de alta fluidez e capacidade de compactação, desenvolvido a partir da introdução de aditivos especiais e da dosagem de finos, como a areia.

O produto pode ser utilizado em fundações, pilares, lajes, vigas e peças delgadas, peças com alta densidade de armadura ou de dimensões reduzidas, e concreto parede (sistema de paredes de concreto produzidas a partir de fôrmas). Veja mais informações sobre o autoadensável no site da Engemix.

Concretos de alto desempenho e de alta resistência: conheça as diferenças 

Botão Site

 

Compartilhe esta matéria

Veja também

X