Publicado em 27/11/2015Conheça o certificado SENAI de prática

Conheça o certificado SENAI de prática

Quem não fez cursos técnicos também pode ter um comprovante de que trabalha com qualidade

Ainda hoje é possível encontrar no mercado profissionais muito bons, mas que atuam sem uma formação técnica. “Eles aprenderam na prática”, justifica Nelson Massaia Borsi Junior, especialista de desenvolvimento industrial do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI Nacional).

Para esses profissionais de obra, está disponível o processo de avaliação, reconhecimento de competências e emissão de um certificado SENAI que o SSCP (Sistema SENAI de Certificação de Pessoas) opera desde 2007. Mais de quatro mil candidatos já foram examinados em todo o Brasil.

O objetivo é oferecer à sociedade e à indústria o aprimoramento da qualificação de trabalhadores para o desenvolvimento econômico e social do país. “É o reconhecimento de que o candidato possui a qualificação necessária ao exercício profissional em determinado ramo de atividade, o que passa a ser comprovado com a credibilidade e a idoneidade do SENAI”, explica o especialista.

Muitos empregadores, para garantir a qualidade dos serviços prestados por seus colaboradores, exigem dos profissionais comprovante de que sabem o que estão fazendo – e de que vão fazer bem. “É uma oportunidade de obter um certificado sem precisar frequentar cursos sobre temas que o trabalhador já domina. Ele passa por um diagnóstico dos seus conhecimentos e habilidades, de acordo com as exigências do mercado de trabalho”.

Todos os aprovados nos exames recebem a certificação e são supervisionados pelo SSCP. “Eles prestam contas periodicamente sobre a atuação profissional e, após o término da validade do certificado SENAI, refazem os exames. Isso garante que estejam sempre atualizados com as tecnologias mais recentes em sua área (materiais, equipamentos e técnicas de execução), normas de segurança, qualidade, saúde e meio ambiente”.

Os processos de Certificação de Pessoas são elaborados com base em normas de competência ou de qualificação profissional da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) ou, caso não exista uma norma própria, a partir de perfis profissionais definidos por comitês técnicos setoriais, segundo a Metodologia SENAI de Educação Profissional.

Cada tipo de atividade – são várias categorias de pedreiros, assentadores, eletricistas, encanadores, pintores, entre outros – tem seus requisitos específicos, que podem ser acompanhados no Guia do Candidato para cada certificado SENAI.

Os processos são abertos a todos que atendam aos requisitos de inscrição. “Alguns pedem comprovação de escolaridade, outros exigem experiência profissional, idade mínima ou ainda atestado de saúde ocupacional”, informa Massaia.

As inscrições podem ser feitas a qualquer momento, num dos Centros de Exames para Certificação (CEC), ou pela internet. Há uma taxa a ser paga, que varia de acordo com o certificado (veja também o valor no Guia do Candidato), e junto do formulário de inscrição é preciso entregar cópias de documentos pessoais, foto, e outros comprovantes. A lista dos documentos necessários também está no site.

Por meio da página do SSCP, é possível obter informações sobre todos os processos de certificação ofertados, os contatos dos CECs e a validade de cada certificado.

Confira a lista de certificados já existentes para o setor da construção civil e visite a página do SSCP:

  • Assentador e rejuntador de placas cerâmicas e porcelanatos em paredes internas, pisos internos e externos e fachadas;
  • Assentador de placas cerâmicas e porcelanatos em fachadas;
  • Assentador de placas cerâmicas e porcelanatos em paredes internas, pisos internos e externos e fachadas;
  • Assentador de placas cerâmicas e porcelanatos em paredes internas e pisos internos e externos;
  • Rejuntador de placas cerâmicas e porcelanatos;
  • Eletricista instalador predial de baixa tensão;
  • Encanador instalador predial;
  • Instalador de pisos laminados melamínicos de alta resistência;
  • Instalador convertedor e mantenedor de aparelhos a gás;
  • Instalador predial e de manutenção de tubulações de gás;
  • Operador de medidores de gás;
  • Pedreiro;
  • Pedreiro de alvenaria de vedação;
  • Pedreiro de alvenaria estrutural;
  • Pedreiro de revestimento horizontal contrapiso;
  • Pedreiro de revestimento vertical externo;
  • Pedreiro de revestimento vertical interno;
  • Encarregado de pedreiro de obras;
  • Pintor de obras imobiliárias;
  • Soldador e mantenedor de tubos e conexões de polietileno.

Senai, em parceria com a CBIC, criou documento com diretrizes urbanas para Plano Diretor de Desenvolvimento Estratégico.

 


Botão Site

Compartilhe esta matéria

Veja também

X