Publicado em 25/11/2014Casa concha, de Ruri Mitsuyasu, promete durabilidade

Casa concha, de Ruri Mitsuyasu, promete durabilidade

Dois cilindros emparelhados, de concreto e diâmetros distintos, dão conforto térmico à residência

Com o propósito de buscar integração total ao seu entorno de floresta, sem perder funcionalidade térmica, a Shell House – ou Casa Concha – é inteiramente projetada para o concreto. De acordo com o responsável, o arquiteto japonês Ruri Mitsuyasu, da ARTechnic Architects, o material proporciona longa durabilidade, livre de manutenção.

Além disso, era a única solução capaz de traduzir a intenção do projeto – obter uma estrutura em formato de concha, atendendo aos quesitos mínimos de conforto térmico. Apesar de seu formato inusitado à primeira vista, a construção permitiu que, ao longo do tempo, árvores a circundassem e se adensassem, promovendo integração da estrutura – que remete aos filmes de ficção científica – ao ambiente natural e verde de floresta.

“Estar em sintonia com a natureza não é ceder a ela, mas conviver bem com ela. A existência de uma estrutura depende da sua capacidade de suportar os impactos naturais locais”, afirma o projetista.

Casa concha: o uso do concreto

Apesar de as demais construções do entorno evitarem o uso do concreto, foi esta opção que garantiu à Shell House maior proteção contra a ação da umidade natural da floresta. A eficiência do sistema é obtida com o tratamento do concreto exposto, usando uma seladora impermeabilizante.

A estrutura em forma de “J” é composta por duas massas cilíndricas ovais com diferentes diâmetros. Seu posicionamento foi concebido de forma a permitir que o ar circule por toda a extensão da casa. Pelo mesmo motivo, janelas não são fixas.
Para compensar a perda de espaço gerada pelo formato oval, os arquitetos posicionaram móveis nas partes mais baixas do cilindro.

Você conhece o concreto protendido?  Material é uma boa opção para estruturas com grandes vãos

Botão Site

  • As aberturas foram concebidas para proporcionarem ventilação natural ao ambiente, contribuindo com o conforto térmico e o combate à umidade local (Foto: Nacasa & Partners)
  • Foto: Nacasa & Partners
  • Embora inicialmente a construção se destaque do meio, ao longo do tempo a floresta vai incorporando – por meio do crescimento das árvores – inusitada forma cilíndrica que brota da paisagem (Foto: Nacasa & Partners)
  • Para proporcionar conforto térmico, os cilindros são elevados e não tocam o solo diretamente (Foto: Nacasa & Partners)
  • Concebida para integrar-se ao ambiente da floresta, a casa abraça uma árvore que se encontra no meio do terreno (Foto: Nacasa & Partners)
  • Foto: Nacasa & Partners
  • Foto: Nacasa & Partners
  • Além de ser um material capaz de proporcionar de forma prática e barata o formato cilíndrico, o concreto, devidamente impermeabilizado, também garante isolamento da umidade da floresta. Além disso, o material impermeabilizado não demanda manutenção, otimizando tempo de convívio dos usuários da residência (Foto: Nacasa & Partners)
  • Foto: Nacasa & Partners
  • Foto: Nacasa & Partners
  • Foto: Nacasa & Partners
  • Foto: Nacasa & Partners
  • Foto: Nacasa & Partners
Compartilhe esta matéria

Veja também

X