Votorantim Cimentos
Mapa da Obra - E-book

Baixe o e-book e confira 3 dicas para escolher o fornecedor ideal

Tenha parceiros na sua loja!

Publicado por Carla Rocha em 24/02/2020Diferenças entre desempenadeiras: descubra a melhor para cada serviço
É essencial conhecer as características dos tipos de desempenadeira para levar as opções certas cada serviço na obra. Créditos: Shutterstock

Diferenças entre desempenadeiras: descubra a melhor para cada serviço

Escolher o tipo correto de ferramenta aumenta a produtividade, além de garantir um resultado muito mais profissional

Por Jacqueline Gastão

 

As desempenadeiras são ferramentas que têm muita importância na hora de fazer aplicação, nivelamento e uniformização de diferentes tipos de revestimentos, além de também contribuir para acabamentos de maior qualidade, como por exemplo, em rebocos.

Mas não se engane, apesar da variedade ser grande, é importante identificar qual é a desempenadeira ideal para cada tipo de serviço que será realizado. Essa escolha faz toda a diferença, pois enquanto uma desempenadeira dentada, por exemplo, é indicada para revestimentos, uma desempenadeira de borda redonda pode ser recomendada para a queima de pisos cimentados. 

 

A desempenadeira ideal para cada tipo de serviço

Segundo Eliton Sorriso, do canal Faça Sua Obra, a escolha da desempenadeira é uma etapa que, muitas vezes, não recebe a atenção devida, o que é grande um erro, já que a desempenadeira correta garante resultados mais perfeitos, tanto para os revestimentos quanto para os acabamentos da obra. “A minha dica principal é que o profissional sempre escolha a desempenadeira ideal para cada tipo de trabalho. Pode parecer complicado, mas é bem mais fácil do que parece identificar o modelo certo. Também é importante escolher as ferramentas de melhor qualidade. Aqui, estamos falando de custo-benefício: pagar um pouco mais por ferramentas melhores ajuda o profissional a ter um rendimento muito melhor no trabalho. Ele ganha em produtividade e a obra ganha em qualidade final”, destaca.

 

Diferenças entre as desempenadeiras mais comuns: entendendo cada tipo

 

Desempenadeira reta

É uma das desempenadeiras mais encontradas em obras e reformas. Esse é um modelo que pode ser utilizado no início do serviço, na hora de aplicar a argamassa, na fase conhecida como intermediária – quando se trabalha no emboço – responsável por nivelar e ajudar na impermeabilização. Também é com esse tipo que se faz o reboco e o acabamento de pisos de concreto.  

 

Desempenadeira dentada

“Esse tipo de desempenadeira é usado, principalmente, na hora de assentar pisos e revestimentos”, explica Eliton. O nome pode até parecer diferente, mas realmente são os dentes que diferenciam esse tipo de desempenadeira de outros modelos. É a largura desses dentes que determinarão o quanto de argamassa colante será necessária para o assentamento de cerâmicas, porcelanatos ou até de outros tipos de revestimentos, como pedras naturais. 

Para descobrir qual é a largura ideal da ferramenta, você precisa levar em consideração o tamanho da placa que será assentada. Isso é essencial, pois segundo Eliton, utilizar uma largura errada pode prejudicar o resultado final, além de atrapalhar a continuidade do serviço do profissional que está trabalhando no assentamento. 

Para assentar os revestimentos internos e externos o indicado é usar desempenadeiras com 6 mm de largura para placas com até 400 cm², ferramentas de 8 mm de larguras, para placas que têm de 400 a 900 cm², enquanto as desempenadeiras com dentes maiores, como 10 mm são recomendadas para peças com área superiores a 900 cm² (40x40cm)

Ainda na categoria de desempenadeiras dentadas, podemos contar com ferramentas com outros formatos e quantidades de dentes. A dentada, por exemplo, conta com beiradas denteadas tanto na largura quanto no comprimento. Tem a desempenadeira dentada semi-circular, com raio de 10 mm, e que forma um U entre os dentes. Ambas são opções bastante utilizadas no assentamento de revestimentos

 

Mais tipos de desempenadeiras: a escolha certa para cada finalidade

Borda redonda:

indicada para aplicar, nivelar e revestir superfícies com argamassa e também cimentadas, além de ser a melhor para realizar a queima de piso cimentado. Uma das principais características aqui, é que o formato evita marcas durante o trabalho, aumentando assim o rendimento;

Plástica lisa:

segundo Eliton, esse tipo quase sempre estará na mão do profissional que faz a preparação para a pintura, pois costuma ser usado na hora de passar a massa fina. Com o modelo, também é possível nivelar argamassas. Eliton ainda explica que existe o modelo conhecido como plástica super lisa, que tem a mesma função, mas oferece uma qualidade superior aos acabamentos. 

Madeira lisa:

esse tipo é usado, comumente, para facilitar o acabamento de argamassas de revestimento ou de contrapiso.

Metálica lisa:

usada tanto para aplicação e acabamento, também de argamassas de revestimento ou contrapiso, com o diferencial do acabamento ser queimado. 

PVC: esse tipo de desempenadeira, que entra na categoria das de plástico, serve para diversas finalidades, desde aplicação de argamassa, massa fina, rejunte, nivelamento de pisos e assentamento de tijolos, mas segundo Eliton, os profissionais costumam usar esse tipo de material na hora de desempenar rebocos. 

Ainda existem outros tipos de desempandeiras plásticas, específicas para dar efeitos diferenciados e também facilitar o acabamento em extremidades pequenas. E até mesmo desempenadeiras elétricas, usadas em projetos que precisam de uma produtividade maior.

 

Gostou de saber um pouco mais sobre desempenadeiras? Então, aproveite que você está aqui, e confira como a dupla colagem evita o desplacamento de revestimentos: https://www.mapadaobra.com.br/capacitacao/dupla-colagem/?doing_wp_cron=1576872816.0785629749298095703125

 

 

Compartilhe esta matéria

Como escolher o fornecedor de material de construção ideal

3 dicas para não errar na escolha!

Mapa da Obra - E-book
X