Publicado em 08/12/2015Confira tutorial para repor pastilhas

Confira tutorial para repor pastilhas

Quase artesanal, reposição de pastilhas descoladas em pisos e paredes exige técnica

Repor pastilhas de vidro ou cerâmicas em áreas internas requer técnica e atenção aos detalhes, além de muita paciência do profissional. Em média, estima-se que um técnico qualificado ganha de R$ 300 a R$ 400 pela diária do serviço, em carga horária de até oito horas, para a reposição de pastilhas que se soltaram com o tempo.

Poucos sabem, mas quando se trata de pastilhas (também chamadas tesselas), com o passar dos anos, a água é o principal inimigo. “Pisos nos banheiros costumam ser as áreas mais afetadas em razão da pressão das duchas. Com o tempo, a água remove o rejunte e acaba penetrando na argamassa: é quando o descolamento acontece.

Por isso, aconselho fazer muito rápido o reparo do local, para que a situação não piore, com riscos de outras tesselas se soltarem”, explica Ivan Alves dos Santos, técnico da Vidrotil.

Primeiro, verifique com o dono da obra se ele tem, em casa, cartelas guardadas das mesmas pastilhas, para reposição. O indicado é sempre ter um pequeno estoque. Se não houver, dê uma força ao cliente, para encontrar o material.”Elas podem ser de uma linha antiga da fabricante, e nem sempre as revendas possuem o material disponível.

O mais certeiro é que, de posse de algumas tesselas retiradas do local danificado, o profissional procure nas lojas, ou com o fabricante, e obtenha as peças adequadas para repor”, diz Santos.

A troca de apenas algumas pastilhas, ou de um grande bloco delas, dependerá do tamanho da infiltração. Em princípio, o ideal é que apenas as áreas afetadas sejam reparadas, não sendo necessária a substituição de todo o revestimento.

Colaboração: Vidrotil

Confira os produtos mais vendidos da Votorantim Cimentos e entenda suas finalidades

Botão Site

  • Tenha em mãos martelo, chave de fenda, tolete de madeira, esponja, desempenadeira de borracha [rejuntador], colher de pedreiro, estilete, Votomassa Pastilhas, brocha, ácido muriático, água e pano. Os equipamentos de proteção individual são: luvas, óculos de proteção e capacete
  • A superfície que receberá novas peças deve estar limpa e nivelada. Para a limpeza, use pano úmido. Para nivelar, retire o excesso de argamassa velha das áreas afetadas, com chave de fenda, martelo – e muita delicadeza! Depois, passe com calma o estilete nos sentidos horizontal e vertical
  • Aplique, com uma brocha, solução de ácido muriático e água sobre toda a superfície raspada, para limpar e marcar os pontos a serem reparados. Em uma área de 60 cm x 60 cm, a mistura é de 125 ml de água para 50 ml do ácido
  • Deixe o ácido agir por 10 minutos e, em seguida, limpe novamente toda a área com a ajuda de uma esponja umedecida com água. Espere cerca de 15 minutos e, enquanto isso, vá preparando a argamassa – que poderá ser a Votomassa Pastilhas!
  • Para o preparo da argamassa, misture um pouco de água ao material indicado para a fixação das pastilhas, usando colher de pedreiro até obter uma textura homogênea e pastosa. O ideal é que a argamassa não fique mole demais, assegurando boa fixação das novas peças
  • Antes de iniciar a colagem das tesselas, remova-as da cartela e lave-as com água limpa, para garantir a total remoção de sujeiras e resíduos
  • O material deve ser seco com pano limpo
  • Vai ser preciso aplicar pequena quantidade de Votomassa Pastilhas no verso de cada pastilha, encaixando-as, uma a uma, na superfície raspada. Para facilitar, lance antes, com a colher de pedreiro, uma pequena porção de argamassa no centro do piso ou da parede que estiver sendo restaurada
  • Cada tessela é colocada com calma sobre os buracos na superfície. Gire a peça ao posicioná-la, quando necessário, para que ela se adeque ao espaço perfeitamente. O serviço é artesanal – é como montar um quebra-cabeça! Pressione a pastilha, nivelando-a com o resto do piso ou parede
  • Repita o processo até que não haja mais falhas
  • O próximo passo é retirar o excesso de argamassa lançado no centro da área, e nivelar as peças recém-assentadas - use o tolete de madeira para dar leves batidas sobre elas. Limpe toda a área com a ajuda de uma esponja umedecida em água
  • Quando estiver seco, inicie o rejuntamento do mosaico com a mesma argamassa usada na fixação das peças. Espalhe-a com a ajuda de uma desempenadeira de borracha, em movimentos circulares. Por fim, espere secar por 20 minutos
  • Para finalizar o processo de reposição de pastilhas soltas, passe uma esponja umedecida com água na superfície
  • Use um pano seco e limpo para dar brilho
Compartilhe esta matéria

Veja também

X