Votorantim Cimentos
Mapa da Obra - E-book

Construtoras blindadas: estratégicas para enfrentar a crise no mercado imobiliário

Baixe grátis o infográfico e confira!

Publicado em 17/08/2017Por que investir em concreto autoadensável pode ser uma boa ideia para sua obra?

Por que investir em concreto autoadensável pode ser uma boa ideia para sua obra?

Concreto autoadensável dispensa vibração ou qualquer tipo de compactação externa para se moldar às formas

O concreto autoadensável (CAA) apresenta grande fluidez e alta trabalhabilidade, ou seja, é um concreto muito plástico. A formulação de concretos fluidos e resistentes à segregação representa grande tecnológica, resultado da pesquisa aplicada ao uso de aditivos super-plastificantes e modificadores de viscosidade, combinados com alto teor de finos, sejam eles cimento Portland, adições minerais, fillers calcário etc.

Com a significativa redução de custos dos insumos, super-plastificantes e modificadores de viscosidade, bem como o avanço tecnológico e o domínio dos métodos de dosagem e preparação, o CAA ganha grande impulso junto aos construtores na execução das estruturas.

O termo concreto autoadensável (CAA) identifica uma categoria de concreto que pode ser moldado em fôrmas, preenchendo cada espaço vazio através, exclusivamente, de seu peso próprio, não necessitando de qualquer tecnologia de adensamento ou vibração externa.

A autoadensabilidade do concreto fresco oferece uma excelente capacidade de preenchimento dos espaços vazios e o envolvimento das barras de aço, assim como outros obstáculos. Isto ocorre, exclusivamente, através da ação da força gravitacional, mantendo uma adequada homogeneidade.

Para um concreto ser considerado autoadensável, ele deve apresentar duas propriedades fundamentais: fluidez e estabilidade. Essas características conferem ao concreto a propriedade de transpor obstáculos, preencher todos os espaços da fôrma e evitar a segregação e a exsudação do material.

A fluidez é a capacidade do concreto autoadensável escoar, preenchendo todos os espaços. Já a estabilidade, é a capacidade que o CAA possui para se manter coeso e homogêneo, mesmo após ter fluído ao longo das fôrmas.

 

11 vantagens do concreto autoadensável

  1. Redução do custo de aplicação por m³ de concreto;
  2. Garantia de excelente acabamento em concreto aparente;
  3. Permite bombeamento em grandes distâncias horizontais e verticais;
  4. Otimização de mão de obra;
  5. Maior rapidez na execução da obra;
  6. Melhoria nas condições de segurança na obra;
  7. Eliminação da necessidade de espalhamento e de vibração;
  8. Aumento nas possibilidades de trabalho com fôrmas de pequenas dimensões;
  9. Maior durabilidade das fôrmas;
  10. Antecipação nas operações de cura;
  11. Facilidade no nivelamento da laje.

 

Indicações de uso:

  • Fundações executadas por hélice contínua;
  • Paredes, vigas e colunas;
  • Parede diafragma;
  • Estações de tratamento de água e esgoto;
  • Reservatórios de águas e piscinas;
  • Pisos, contrapisos, lajes, pilares, muros e painéis;
  • Obras com acabamento em concreto aparente
  • Locais de difícil acesso;
  • Peças pequenas, com muitos detalhes ou com formato não convencional onde seja difícil a utilização de vibradores;
  • Fôrmas com grande concentração de ferragens.

 

Concreto convencional x concreto autoadensável

A Engemix, negócio de concreto da Votorantim Cimentos, decidiu realizar um teste de desempenho envolvendo o concreto convencional (CC) e o concreto autoadensável (CAA), baseado em canteiros de obras que necessitam de soluções mais eficientes.

O desafio era encontrar o produto que possibilitasse maior aumento da produtividade e que, simultaneamente, reduzisse os custos da obra.

 

Resultado

A comparação foi feita em uma laje de 360 m² e avaliou quatro quesitos: produtividade, desempenho, acabamento e redução das etapas de obra e de custo.

Os testes foram realizados em quatro sistemas:

  1. Concretagem em fôrma de madeira com concreto convencional;
  2. Concretagem em fôrma de madeira com concreto autoadensável;
  3. Concretagem em fôrma metálica com concreto autoadensável em cronograma usual;
  4. Concretagem em fôrma metálica com concreto autoadensável em cronograma acelerado.

O único quesito em que o CAA perdeu para CC foi no custo: ele é 27% mais caro – R$ 287,00 contra R$ 225,00. Porém, o concreto autoadensável demandou apenas 18 colaboradores para ser aplicado, enquanto o concreto convencional precisou de 23 trabalhadores – ou seja, 22% a mais de mão de obra.

Ao optar pelo concreto autoadensável, foi possível economizar 54% do tempo da mão de obra: enquanto o CAA precisou de apenas 37,5 homem/hora, o CC foi aplicado em 82,4 homem/hora.

O concreto autoadensável também levou vantagem no tempo de execução frente ao concreto convencional em 42%: foram 2h e 5 min, contra 3h e 35 min. Além disso, a RUP (razão unitária de produção) do CAA alcançou 1,04 H.h/m³, enquanto o CC atingiu 2,28 H.h/m³. Ou seja, o concreto autoadensável mostrou-se 117% mais eficiente que o concreto convencional, nesse quesito.

 

Benefícios do CAA

Além de reduzir o tempo de execução do pavimento em 38%, o material otimizou o uso da mão de obra em 22%. Ainda, diminuiu o custo total da concretagem em 21% (forma de madeira) e 36% (forma metálica).

O concreto autoadensável também se destacou por garantir melhor acabamento superficial nas faces superior e inferior da laje, eliminando ou reduzindo o custo de regularização com contrapiso, gesso e estucagem. Inclusive, teve menos fissuração por retração.

Também eliminou etapas de adensamento por vibração, espalhamento manual e acabamento superficial. Por fim, apresentou baixa porosidade e alta impermeabilidade.

 

Quer saber mais sobre o concreto autoadensável na prática? Confira o case do Residencial Allegro.Botão Site

 

Compartilhe esta matéria

Novo infográfico

Construtoras revelam
como superar a crise
no mercado imobiliário

Mapa da Obra - E-book
X