Votorantim Cimentos
Mapa da Obra - E-book

Guia de ferramentas para profissionais da obra

Quero baixar!

Publicado por Carla Rocha em 20/11/2021Como evitar rachaduras na obra
As rachaduras podem ocorrer devido a falhas no projeto, materiais e execução, e é importante analisar quais as suas principais causas.Créditos: Shutterstock

Como evitar rachaduras na obra

O surgimento das rachaduras é causado principalmente por falhas nos processos

Apesar de possuir nomes diferentes, as trincas, fissuras e rachaduras, são patologias muito parecidas. De maneira geral, as fissuras ocorrem quando as tensões suportadas pelo material utilizado são inferiores às deformações causadas pelos mesmos. A liberação desta tensão ocasiona no alívio do sistema. 

O que difere as trincas, rachaduras e fissuras é, principalmente, a espessura e o “tempo de vida” desta abertura. Essas anomalias podem ocorrer devido a falhas no projeto, materiais e execução, e é importante analisar quais as suas principais causas, pois sempre é uma preocupação quando qualquer componente de uma edificação deixa de atender aos requisitos mínimos para os quais foi projetado.

Para Gustavo F. Silva, azulejista especializado e apresentador do Canal do YouTube Papo de Obra, a maneira mais fácil de evitar o aparecimento de patologias é seguindo os processos construtivos adequados como a contratação do  engenheiro para fazer o cálculo de estruturas, avaliação do terreno e também a contratação do arquiteto para fazer os cálculos adequados, por exemplo, os tamanhos das janelas e os vãos, tudo isso dentro de um projeto. Outro ponto é, obviamente, trabalhar seguindo as normas brasileiras construtivas, pois elas foram feitas baseadas em estudos para evitar que ocorram erros e patologias. Então, seguir esse processo ajuda bastante a evitar esse tipo de problema.

Falhas de processo x qualidade do material

O surgimento das rachaduras é causado, principalmente, por falhas nos processos, como falta de planejamento da estrutura, verificação do terreno para checar se ali existe grande circulação de caminhões ou analisar o tipo de solo para determinar uma estrutura adequada para aquela residência, a fim de garantir que ela tenha uma base forte e possa evitar rachaduras e patologias. Respeitar tanto os processos quanto o uso adequado dos materiais porque não adianta ter um cimento de boa qualidade se ele não é usado na dosagem correta, pois assim vai resultar em uma estrutura fraca.  

Outro ponto é respeitar o projeto de vigas, colunas e cintas, pois uma das rachaduras mais comuns é aquela que fica em cima da porta ou em cima da janela ou embaixo da janela, onde surgem trincas por falta das vergas e contravergas. “Pois, caso não seja seguido esse projeto adequadamente, é indispensável que tenha esse vão. O solo se movimenta e causa rachaduras exatamente onde está faltando essa verga e contraverga”, ressalta. 

É importante também a atenção ao uso dos materiais e o tipo de material correto para evitar o surgimento de trincas. Ter atenção ao tipo de massa, se ela deve ser utilizada em área interna ou externa, pois o traço é diferente. A escolha desse material, bem como seu uso, é de extrema importância, pois a utilização incorreta pode gerar patologias. “Por exemplo, se eu usar uma argamassa de uso interno no ambiente externo, vai gerar problemas, pois ela estará exposta a chuva, vento e também as mudanças de temperaturas”, complementa.

A importância da manutenção preventiva para evitar rachaduras

Para evitar que esse tipo de problema surja em sua obra, o ideal é tomar todos os cuidados durante a sua execução e também orientar o cliente ou dono da obra com relação a importância da manutenção regular para evitar esse tipo de problema, como os cuidados, caso surjam infiltrações, e também as trincas ou fissuras, que são o estágio anterior as rachaduras. “A fissura é um fiozinho que ocorre por conta da movimentação natural do solo e da obra. Isso é bem comum por conta da dilatação e movimentação natural da edificação”, ressalta.  Agora a rachadura ocorre por um problema estrutural e nesse caso deve ser contratado um engenheiro especialista para avaliar quais são as ações necessárias. Outro ponto é ter atenção a manutenção de todos os ambientes para evitar que geram problemas estruturais. Ou seja, surgiu qualquer probleminha, chama um técnico para realizar uma avaliação, além da manutenção de toda a parte hidráulica e elétrica a fim de evitar problemas maiores. 

Veja também como combater a eflorescência:

https://www.mapadaobra.com.br/capacitacao/patologia-eflorescencia/ 

Compartilhe esta matéria

Novidades das ferramentas para pedreiros

Quero conferir!

Mapa da Obra - E-book
X