Votorantim Cimentos
Publicado em 26/10/2016Cimento portland branco proporciona economia
Cimento branco dispensa massa corrida e pinturaCréditos: holbox/shutterstock.com

Cimento portland branco proporciona economia

Resistente e impermeável, material dispensa acabamentos como massa corrida e pintura

Utilizado para fins estéticos, o Cimento Portland Branco (CPB) dá um toque de modernidade a projetos de arquitetura. Pode ser usado em diferentes empreendimentos – de residências a grandes edifícios. Quando exposto na parede ou no piso, ressalta os formatos da construção e torna-se parte da decoração do ambiente, garantindo um acabamento delicado.

A cor é um grande atrativo, mas não é o único. Uma das diferenças em relação ao cimento cinza tradicional é a economia no orçamento e no tempo da obra, pois dispensa acabamentos, como massa corrida e pintura. Outra vantagem é a possibilidade de ser misturado com pigmentos coloridos, eliminando a necessidade de contratar um pintor.

A brancura, que pela norma NBR 12.989 deve ser maior do que 78%, se mantém por muito mais tempo. Além disso, é um material durável, resistente, fácil de manter e impermeável.

Cimento portland branco estrutural e não estrutural

O cimento branco é desenvolvido a partir de calcário branco e matérias-primas com baixos teores de óxido de ferro e manganês em condições especiais durante a fabricação (especialmente com relação ao resfriamento e à moagem). A produção também não utiliza argila, que é substituída por caulim – um minério claro, composto por silicatos de alumínio.

Ele é classificado em dois tipos: estrutural e não estrutural. O primeiro é utilizado para fins arquitetônicos, com classe de resistência de 25, 32 e 40 – semelhante aos demais tipos de cimento. Pode ser utilizado em pisos, paredes, vigas e pilares trabalhados, pré-fabricados (vasos, jardineiras, fontes e colunas) e na produção de argamassas brancas e coloridas. Já o segundo é adequado para o rejuntamento de azulejos e na fabricação de ladrilhos hidráulicos, entre outras aplicações não estruturais.

Cimento branco queimado

Para projetos que buscam um aspecto mais rústico e arrojado, é possível utilizar o cimento branco queimado sobre bases já executadas ou contrapisos existentes. Basicamente, trata-se de uma mistura do material com pó de mármore, água e um adesivo especial. Quando aplicado, é regularizado com desempenadeira.

É ideal para pisos, paredes, escadas, bancadas e colunas, entre outros elementos. Permite utilização em diferentes ambientes, como salas, quartos, banheiros, cozinhas, lavabos e varandas. Além do visual diferenciado, é muito fácil de limpar.

Obra de referência

O cimento branco foi utilizado na produção do concreto que construiu um dos ícones culturais de Porto Alegre/RS: a Fundação Iberê Camargo, com projeto arquitetônico de Álvaro Siza. O material confere identidade ao edifício, marcado pela estrutura totalmente branca, envolvida por rampas e corredores.

O museu abriga as obras do pintor gaúcho que dá o nome ao complexo artístico, localizado próximo às margens do famoso lago Guaíba.

Veja como usar a Votomassa Grandes Formatos, para peças cerâmicas pesadas!

Botão Site

Compartilhe esta matéria

Mais lidas

Veja também

X