Publicado por Carla Rocha em 21/10/2020BIM 2021: como preparar a sua construtora para essa metodologia
Construtoras e incorporadoras terão de se adaptar a nova forma de apresentar seus projetos a partir de 2021. Créditos: Shutterstock

BIM 2021: como preparar a sua construtora para essa metodologia

Entre os benefícios da utilização dessa tecnologia está o controle de custos e a gestão da operação

Ao longo dos últimos anos, vivenciamos diversos acontecimentos que adiaram a implementação do BIM. Porém, para a evolução dos projetos, essa aplicação será inevitável e está cada vez mais próxima em empresas da construção civil – que estão neste exato momento lidando com o novo desafio que é a introdução dessa nova cultura. Uma das novidades que fortalece esse movimento foi a criação do Decreto BIM, que evidencia que o BIM será obrigatório em obras públicas a partir de 2021. 

O Building Information Modelling (BIM), ou Modelagem da Informação da Construção, é o conjunto de processos integrados bem como novas tecnologias integradas que permitem a criação, a utilização e a atualização de modelos digitais de uma construção, de uma forma colaborativa e que atenda a todos os setores do empreendimento, potencialmente durante todo o ciclo de vida da construção. Entre os principais benefícios da utilização dessa tecnologia está o controle de custos e a gestão da operação, além do aumento da qualidade de projetos e da redução de riscos em obras e de prazos de entrega, permitindo também a manutenção dos empreendimentos de forma otimizada.

São muitas as soluções e plataformas tecnológicas com investimentos significativos para a sua adoção e que também exigem a realização de mudanças estratégicas e culturais, tanto internas e externas à empresa. Portanto, implantar a metodologia não é uma tarefa tão simples assim e demanda boas práticas e um bom planejamento estratégico, que deve levar em conta quais são os objetivos tanto a curto quanto a médio e longo prazo, bem como as particularidades de cada organização e empreendimento onde será aplicada a fim de otimizar o retorno sobre investimento.

 

Estratégia Nacional de Disseminação do BIM 2021

Para Sérgio Leusin, especialista em gerenciamento de projetos em BIM, atualmente, a maior discussão é como se preparar para o gerenciamento da obra sabendo que ano que vem, teremos um conjunto de obras sendo licitadas que deverão ser realizadas utilizando a metodologia, de acordo com o que determinou o Governo Federal. “Acredito que as construtoras que tiverem capacitação para analisar os modelos BIM desses projetos, obviamente, terão uma vantagem competitiva muito maior”, destaca.

Ainda de acordo com ele, aquelas que não tiverem não poderão tirar partido dos quantitativos e também da análise de processos usando ferramentas de simulação de obras. A vantagem do BIM é que, além de agilizar os processos, ele ainda estimula o trabalho colaborativo entre as equipes, já que permite a todos os profissionais envolvidos em um projeto ou obra que participem das etapas iniciais e agreguem valor em todo o desenvolvimento do trabalho.  Além da obrigatoriedade em projetos que serão pilotos em obras públicas a partir de janeiro de 2021, a utilização da metodologia BIM será tema obrigatório em disciplinas dos cursos de graduação tanto em Arquitetura como em  Engenharia Civil.

Com isso, a perspectiva é de que em até 10 anos, a metodologia já esteja disseminada em projetos e também na execução de obras públicas. Tais prazos e metas foram definidos em 2018 e fazem parte da Estratégia BIM BR (Estratégia Nacional de Disseminação do BIM), elaborada em conjunto com diversos órgãos do Governo Federal, que tem como objetivo principal incentivar o investimento e a difusão da metodologia no Brasil.

 

BIM BR Roadmap e BIM Fórum Brasil (BFB): descubra o que são

 

O BIM BR Roadmap é uma estratégia lançada pelo Governo Federal que tem como  foco principal promover a padronização do BIM gerando transparência e controle de custos nas obras públicas até 2024. A iniciativa tem como objetivo induzir o uso da nova tecnologia no mercado da construção civil.

Em meados do mês de setembro, foi lançado também o BIM Fórum Brasil (BFB), que reuniu grandes nomes do setor e especialistas internacionais para discutir as diretrizes para a implementação da metodologia BIM no país. A entidade pretende promover a disseminação do BIM no Brasil e também garantir que os setores público e privado compartilhem informações e se comuniquem entre si para que toda a cadeia da construção esteja integrada e com isso tenha mais produtividade.

Entre os participantes do evento, que ocorreu via plataforma on-line, podemos citar  Mohamad Kassem, da Northumbria University; Amarnath Badrinath, fundador da Índia BIM Association (IBIMA); e Richard Lane, gerente internacional do Digital Built Britain (CDBB). Além disso, o evento também contou com a participação do CEO do Building Smart International, Richard Petrie. Eles discorreram sobre a importância da implementação do BIM no país a fim de gerar mais soluções e tornar as edificações mais sustentáveis e tecnológicas.

 

Construtoras e incorporadoras também precisam se preparar para o tratamento correto de dados e a LGPD:

https://www.mapadaobra.com.br/inovacao/lgpd-entenda/

 

 

Compartilhe esta matéria

Veja também

X