Publicado em 03/08/2016As vantagens do piso elevado de concreto
Na hora de instalar o piso elevado de concreto, os pedestais precisam ser adequadamente nivelados

As vantagens do piso elevado de concreto

Piso elevado de concreto ele facilita drenagem de águas pluviais e acesso às instalações sob a superfície em áreas externas

Versátil, o piso elevado de concreto pode ser usado em áreas externas para garantir a proteção térmica da camada de impermeabilização. Usualmente, esse revestimento é aplicado no piso térreo de edifícios, mas pode também ser instalado em sacadas e em outros pavimentos, inclusive na cobertura.

“Como não tem função estrutural, o piso elevado deve ser instalado sobre uma laje com estrutura adequada para suportar a carga das placas”, observa o engenheiro civil Marco Carnio. Ele adverte, ainda, que esse tipo de piso é indicado para locais com tráfego de pedestres, não sendo ideal para a passagem de veículos.

Quando usado em áreas externas, o piso elevado de concreto tem algumas vantagens em relação ao piso tradicional (aderido com argamassa ou flutuante sobre camada de areia). Como as juntas das placas são abertas, o piso elevado possibilita que a água da chuva seja drenada rápida e eficientemente para o solo, dispensando o uso de ralos e otimizando o processo de impermeabilização. Além disso, ele facilita a manutenção e o reparo das instalações colocadas sob a superfície (no espaço vazio entre as placas e o chão).

As placas com base cimentícia (concreto Portland e reforço estrutural, que pode ser armadura, fibras ou armadura e fibras misturadas) costumam medir 60 cm x 60 cm e ter 4 cm de espessura, mas podem ser fabricadas em qualquer tamanho ou formato.

Cuidados com a especificação e instalação do piso elevado de concreto

De acordo com Carnio, três aspectos devem ser considerados na hora da especificação:

1) a qualidade das placas cimentícias, que envolve a questão estrutural e a durabilidade

2) a resistência do sistema de apoio das placas – chamado de pedestal –, que pode ser de plástico ou metal

3) o respeito aos requisitos de desempenho estabelecidos pela Norma NBR 15805/2015

Quanto à instalação, o engenheiro recomenda que seja feita por mão de obra especializada, e que as instruções do fabricante sejam seguidas. “Os pedestais precisam ser adequadamente colocados e nivelados; e as placas têm de ter o espaçamento travado entre elas, porque se a estrutura não estiver perfeitamente travada nas laterais, pode perder a estabilidade e, consequentemente, causar acidentes”, comenta Carnio.

A altura entre as placas e o substrato deve ser de 30 cm a 40 cm, de acordo com a Norma NBR 15.805/2015. Mas já existem no mercado pedestais que permitem regular a altura de acordo com a necessidade.

Nova norma

A Norma NBR 15.805, em vigor desde outubro de 2015, informa todos os requisitos de desempenho para piso elevado de concreto, os cuidados que devem ser tomados para especificá-los, assim como as características dos pedestais e das placas. “A Norma veio aperfeiçoar ainda mais esse sistema, que já tem um uso bastante consagrado no Brasil. Ela avançou em relação à anterior [de 2010], pois está alinhada com a Norma de Desempenho para Edificações. Enquanto a Norma anterior definia como reforço apenas armadura; a atual contempla o uso de fibras estruturais ou sistema misto (armadura e fibras), o que aumenta a durabilidade dos pisos”, declara Marco Carnio, que participou como assessor técnico do grupo de trabalho da NBR 15.805.

Segundo o engenheiro, outro ponto positivo da nova Norma é que ela trata apenas de pisos elevados. “A antiga abordava pisos elevados e pisos assentados, mas cada um possui a sua especificidade. Agora ficou mais adequado”, conclui.

Leia também sobre a concretagem de pisos de garagem.

Compartilhe esta matéria

Veja também

X