Publicado em 09/03/2013Armazenamento de materiais planejado otimiza obra

Armazenamento de materiais planejado otimiza obra

Planejar com antecedência o armazenamento dos materiais é um bom começo para otimizar a construção

Uma obra organizada favorece a produtividade e a qualidade da construção. Os cuidados começam no planejamento do armazenamento de materiais, para evitar perda de tempo com o transporte e desperdícios.

Por isso, antes de começar a construção, é preciso definir alguns pontos importantes: quais materiais e quantidades serão recebidos, qual o cronograma de entrega e quando e como serão usados. No caso de revestimentos cerâmicos, é preciso reservar espaços cobertos e protegidos. Para os blocos cerâmicos ou de concreto, o local deve garantir facilidade de manuseio dos produtos e a livre movimentação dos trabalhadores durante a execução dos serviços. Confira algumas dicas de armazenamento de materiais:

Cerâmicas de revestimento
– Sobre estrado de madeira, a altura máxima das pilhas de revestimentos deve seguir as indicações do fabricante impressas na embalagem.
– As caixas devem ser organizadas por tipo de cerâmica, tamanho, cor e modelo das peças.

Blocos cerâmicos ou de concreto
– Os blocos podem ser armazenados em locais abertos, sem prejuízo à qualidade das peças.
– A altura máxima de empilhamento deve ser de 2 metros. As pilhas não devem conter blocos diferentes, para evitar a troca de tipos durante a execução da alvenaria.
– As peças devem ser estocadas o mais próximo possível do local onde serão utilizadas.

Tubos e conexões
– Em local protegido do sol, devem ser separados por tipo de junta e por diâmetro.
– A altura do empilhamento deve ser no máximo de 1,80 metro.
– Manter as conexões fechadas na embalagem para ficarem protegidas e evitar extravios. Caso sejam fornecidas sem embalagem, devem ser guardadas em caixas separadas e identificadas (tipos de linha, junta, marca, série, diâmetro e classe).

Com tantas opções de fornecedores de materiais de construção, pode ficar difícil fazer a escolha certa. Confira oito passos para identificar empresas confiáveis!Botão Site

 

Compartilhe esta matéria

Veja também

X