Você busca conteúdos exclusivos sobre o mercado da construção civil?

Inscreva-se grátis e receba nossa newsletter.

Publicado em 11/11/2017Alvenaria estrutural com a argamassa Graute Matrix da Votorantim Cimentos

Alvenaria estrutural com a argamassa Graute Matrix da Votorantim Cimentos

O uso do graute para preenchimentos estruturais aumenta resistência e estabilidade de elementos construtivos

A alvenaria estrutural, apesar de ser considerada um dos sistemas construtivos mais antigos do mundo, conquistou notoriedade somente na década de 1990 e, desde então, vêm sendo utilizada por grande parte das construtoras.

Neste tipo de construção composta por blocos de concreto, as próprias paredes sustentam o peso da edificação, incluindo laje, cobertura, pessoas e objetos. Além disso, as paredes também exercem a função de vedação, realizando a compartimentação dos ambientes internos.

 Por que escolher a alvenaria estrutural?

Considerando o tipo de material utilizado e a ausência de vigas e pilares, a alvenaria estrutural é uma opção econômica, capaz de otimizar o tempo da obra.

Confira as principais vantagens e facilidades:

  • Sistema construtivo simplificado;
  • Otimiza o processo de produção;
  • Facilita o treinamento da mão de obra;
  • Utiliza menos mão de obra especializada na fase estrutural;
  • Reduz o uso de materiais (fôrmas, aço e concreto);
  • Integra os sistemas de instalações elétricas e hidrossanitárias;
  • Diminui o risco de erros de medida (modular).

Dentre as principais desvantagens estão:

  • Arquitetura condicionada ao tamanho dos blocos;
  • Restringe futuras mudanças e intervenções na edificação;
  • Dificulta a mudança no uso dos edifício (de residencial para comercial, por exemplo).

Leia também: Alvenaria estrutural ou concreto armado? 

A importância do graute

Os principais insumos utilizados na alvenaria estrutural são blocos de concreto e graute, um tipo de argamassa de preenchimento com elevada resistência à compressão.

“Para uso em alvenaria estrutural, recomendamos que o calculista do projeto seja consultado antes, para avaliar a compatibilidade da resistência da mistura àquela desejada para o resultado final. O graute serve para o preenchimento de pequenas áreas”, explica Lucas Di Marco Alves, da Votorantim Cimentos.

A argamassa Graute Matrix da Votorantim Cimentos foi desenvolvida exclusivamente para o preenchimento do vazios dos blocos, canaletas, cintas, vergas e contravergas, chumbamento de placas e portões. Sua principal característica é a fluidez – mesmo com baixa relação água/aglomerante, escorre por espaços até pontos de difícil acesso.

Passo a passo para aplicação

  1. Preparo da superfície

A base onde será aplicado o produto deve estar seca, limpa, isenta de poeira e substâncias que possam prejudicar a aderência da argamassa. Em condições ambientais quentes e secas, é necessário umedecer a superfície dos blocos. As fôrmas devem ser projetadas de modo a facilitar o rápido e contínuo preenchimento dos espaços a serem grauteados e devem ser resistentes, vedadas e estar bem escoradas.

  1. Mistura

O preparo do graute deve ser feito próximo às frentes de trabalho, mas protegido de chuva, sol e vento. Em recipiente limpo e estanque, adicione a quantidade de água potável indicada na embalagem do produto. O preparo pode ser feito utilizando misturador contínuo ou misturador horizontal / betoneira. Após a mistura, o graute deve estar homogêneo e sem grumos.

  1. Aplicação

A aplicação deve ser realizada, no mínimo, após 16 horas do assentamento dos blocos, de acordo com a NBR 15961-2. No caso de peças estruturais, quando necessário, utilizar orifícios para saída de ar (suspiros). Peças acabadas de alumínio (ex: portas e janelas) devem ser protegidas para evitar a ocorrência de manchas.

 

Confira as especificações, os diferentes tipos, aplicações e vantagens do graute.Botão Site

 

Compartilhe esta matéria

Quer receber notícias e dicas sobre construção civil?

Inscreva-se grátis e
receba nossa newsletter.

X