Publicado em 03/12/2013Aduelas de concreto devem seguir novo dimensionamento

Aduelas de concreto devem seguir novo dimensionamento

ABTC propõe padrão para dimensionamento estrutural de galerias de concreto

As aduelas de concreto, galerias celulares pré-moldadas, formam importante sistema de drenagem pluvial para vias urbanas, canalizações abertas ou fechadas de esgoto, infraestrutura de rodoviárias e aeroportos. As peças pré-fabricadas ainda podem ser usadas na construção de reservatórios enterrados para combate de enchentes (reservatórios de acumulação). Já as galerias técnicas destinam-se ao compartilhamento do subsolo por serviços de telecomunicações, transmissão de energia elétrica, água, gás e fibra ótica.

Com a vinda da NBR 15.396/2006, norma da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) que regulamenta o processo de fabricação e estabelece os requisitos e métodos de ensaios para aduelas, este mercado teve grande evolução, principalmente na canalização de córregos, graças a seus baixos custos de execução e agilidade no desenvolvimento dos serviços. O presidente da Associação Brasileira dos Fabricantes de Tubos de Concreto (ABTC), Carlos Rocha, explica que aduelas de concreto têm seção transversal retangular monolítica ou bipartida, viabilizando o seu transporte até o canteiro de obras.

Podem ter seção fechada (aduelas) ou aberta (canais), encaixe macho-fêmea, e ser projetadas para grandes alturas de aterro (cargas permanentes). “A expectativa é que tenha vida útil de 100 anos”, afirma Rocha. Em parceria com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e a Prefeitura do Município de São Paulo, a ABTC tem proposto a padronização do dimensionamento estrutural de aduelas.

No caso das galerias celulares pré-moldadas, foram desenvolvidos 75 projetos para seção transversal fechada, nas dimensões mais usadas comercialmente. Tamanhos variam entre si em 50 cm (altura e largura), sendo que todos os padrões possuem a mesma espessura de paredes. Cantos chanfrados (bordas cortadas obliquamente) são reforçados com armadura, para suportar tensões estruturais.

Padronização das aduelas de concreto

Para essa padronização, foram considerados peso das peças pré-moldadas e do solo, pressões do fluído dentro da galeria, cargas móveis ou acidentais a serem produzidas sobre a superfície por tipo de veículos em tráfego e em função da natureza dele (rodoviário, ferroviário), e empuxos laterais pelo solo. A proposta da ABTC é que as peças sejam dimensionadas para atender três situações distintas de aterramento, considerados os efeitos de arqueamento do solo: aterros com profundidades mínima e máxima de, respectivamente, meio metro e 2,5 m; 2,6 m e 4 m, ou, 4,1 m e 7 m.

A CBIC lançou um Manual Básico de Indicadores de Produtividade na Construção Civil. A publicação trata da estrutura do concreto armado convencional e da estrutura em paredes e lajes de concreto moldadas com fôrmas de alumínio.Botão Site

 

Compartilhe esta matéria

Veja também

X