Votorantim Cimentos
Publicado em 07/03/2018A importância do pavimento de concreto em rodovias
Primeira manutenção do pavimento de concreto só precisa ser realizada após 15 anos de sua execuçãoCréditos: Shutterstock

A importância do pavimento de concreto em rodovias

Com longa vida útil, pavimento de concreto tem custos reduzidos quando comparado com pavimento flexível

Uma das barreiras para a utilização do pavimento de concreto em rodovias vem sendo quebrada nos últimos anos: os custos. Anteriormente, acreditava-se que os pavimentos flexíveis seriam economicamente mais viáveis, e esse foi um dos fatores que pesou para que as rodovias brasileiras fossem compostas, em sua maioria, por esse tipo de pavimentação.

Benefícios do pavimento de concreto

Hoje, no entanto, outros aspectos são considerados dentro da estruturação dos custos quando se trata de obras que necessitam de longa vida útil como aquelas que se referem à infraestrutura viária. A manutenção, item que não era tão considerado na escolha dos pavimentos durante a elaboração das rodovias anos atrás, se mostra como ponto importante para as empresas que estão desenvolvendo projetos de rodovias e, também para o governo. “Estradas em pavimento flexível, que eram para durar de 7 a 8 anos, já com 4 anos de existência precisam de manutenção. Então, hoje, está se levando em consideração a questão de manutenção de custos futuros e o pavimento de concreto levaria em torno de 15 anos para começar a realmente necessitar de uma manutenção”, explica Paulo Roberto Niebel, coordenador de desenvolvimento técnico Infra-Brasil da Votorantim Cimentos. “Porque o conceito era sempre o custo mais barato inicial não se preocupando em uma curva de longo prazo”, complementa.

Com relação aos valores, Niebel destaca que, enquanto os pavimentos flexíveis tiveram uma evolução nos seus preços, os pavimentos de concreto mantiveram seu custo. Essa competitividade aumenta quando se pensa na questão dos custos com a manutenção de ambos, sendo que a primeira opção – grosso modo – precisaria ter realizado ao menos duas manutenções para corrigir deteriorações intensas quando se fosse realizar a primeira manutenção no pavimento de concreto.

Restauração: Whitetopping

Com o aumento do fluxo de veículos e também das altas cargas que passam pelas rodovias, os pavimentos flexíveis antigos – que não haviam sido dimensionados para comportar isso – tiveram maiores deteriorações em suas estradas. Dessa forma, a necessidade por recuperação de rodovias aumentou muito. “Existe uma necessidade crítica no país de recuperação de estradas. Elas foram projetadas em 1960 e 1970 e hoje você tem cargas bem pesadas e excesso de cargas, não existe um respeito de utilizar carga nominal do pavimento, isso também é relevante e ajuda a deteriorar o pavimento”, afirma Niebel.

Uma das tecnologias que está sendo aplicada para recuperar pavimentos flexíveis é o Whitetopping. A técnica consiste na colocação de um pavimento de concreto sobre o pavimento flexível já deteriorado, que precisa ser recuperado. De acordo com o especialista da Votorantim Cimentos, a companhia já possui alguns projetos desse tipo no Brasil, no Mato Grosso e em Santa Catarina, e a tendência é de que o número de recuperações dessa forma cresça pela tecnologia ser economicamente mais barata do que recuperar a estrada com pavimento flexível e, também, pela questão da durabilidade ser uma vantagem adicional comparada ao outro tipo de pavimentação.

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) rege a execução dessa tecnologia por meio da Norma DNIT 068/2004 – Pavimento Rígido – Execução de camada superposta de concreto do tipo whitetopping por meio mecânico – Especificação de Serviço.

 

Você sabe quais são os cuidados necessários para execução de concreto aparente? 

Botão Site

 

 

Compartilhe esta matéria

Mais lidas

Veja também

X