Votorantim Cimentos
Publicado em 30/05/2016Tipos e usos da cal: conheça diferenças e aplicações
Cal hidratada chega pronta na obra para ser adicionada à areia, água e cimento

Tipos e usos da cal: conheça diferenças e aplicações

Material garante o endurecimento e melhor desempenho da argamassa na hora de assentar ou revestir paredes e muros

A cal é um elemento consumido em larga escala pela construção civil, principalmente durante o preparo de argamassa para o assentamento ou revestimento de paredes e muros. Proveniente de rochas calcárias ou magnesianas, a cal pode ser encontrada em diferentes tipos. Os mais comuns são a virgem (ou viva, como também é conhecida) e a hidratada (também chamada de apagada).

A primeira é obtida pela decomposição térmica da matéria-prima, ou seja, é moída e queimada em fornos com temperatura média de 900°C – processo também conhecido como calcinação. Já a outra é a mistura da cal virgem com a água. Sua aparência é a de um pó extremamente fino e leve na cor branca. Há, também, a cal hidráulica. Ela contém uma quantidade de argila (inferior a 20%) que confere ao produto o poder de endurecimento pela ação da água. Com o passar dos anos, foi substituída pelo cimento portland.

Hidratar é preciso

A cal virgem, na realidade, não é aplicada diretamente na obra. Ela deve, necessariamente, passar pela hidratação, seja no momento de sua produção ou durante o preparo da argamassa no canteiro ou na central de mistura. Nesse caso, comprar a cal hidratada – disponível em recipientes plásticos ou em sacos de papel Kraft – garante agilidade e segurança, visto que o material chega pronto para ser adicionado à areia, água e cimento.

Situações que pedem a hidratação da cal na obra acabam ocasionando perda excessiva de tempo, já que o material precisa descansar por, no mínimo, 48 horas antes de ser utilizado. Além disso, corre-se o risco de a hidratação não ser completa, podendo acarretar trincas, quedas e maior desperdício.

Vantagens da cal hidratada

A cal hidratada atua, basicamente, como um aglomerante, permitindo o endurecimento da argamassa através do contato com o ar. Esse elemento garante muitas outras vantagens, como melhor trabalhabilidade e plasticidade da argamassa, maior potencial de aderência ao revestimento e grande capacidade de retenção de água. Consequentemente, reduz os problemas com fissuras por retração e contribui para a resistência mecânica.

Cuidados na hora de especificar

Esse desempenho só pode ser obtido com a cal em conformidade com as normas estabelecidas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), como os requisitos químicos e físicos da NBR 7175. Algumas empresas fornecem o material com adição de impurezas, o que compromete o poder aglomerante. Por isso, recomenda-se verificar as empresas que fazem parte do Programa Setorial da Qualidade (PSQ), idealizado pelo Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade no Habitat (PBQP-H).

A Votorantim Cimentos é uma das empresas certificadas e fornece a Cal Hidratada Itaú, indicada para a preparação de diversos tipos de argamassas. A solução é desenvolvida com alta tecnologia e controle em todos os processos, principalmente em sua fase de hidratação.

Veja também:

Cal para toda obra

Pintura a cal

Compartilhe esta matéria

Mais lidas

Veja também