Votorantim Cimentos
Publicado em 11/04/2017Restauração de rejunte: veja o passo a passo
Durante o processo de aplicação é necessário verificar se a massa não está apenas cobrindo as juntasCréditos: Dmitry Bodyaev / shutterstock

Restauração de rejunte: veja o passo a passo

Apesar de simples, restauração de rejunte requer paciência e cuidado na raspagem para evitar danos ao revestimento

Além do envelhecimento natural, os rejuntes estão sujeitos a agressões climáticas como chuvas e mudanças de temperatura, que causam dilatações e deformações tanto nas peças de revestimento quanto na argamassa de rejuntamento. “Produtos químicos para limpeza também podem causar danos ao rejunte e descolorir seus pigmentos”, completa Filipe Coutinho, consultor técnico de mercad o júnior da Votorantim Cimentos.

Mas não precisa se preocupar: a restauração é simples e pode ser feita com um raspador com lâmina de tungstênio. O procedimento de raspagem exige, contudo, paciência e cuidado, pois existe a possibilidade de a lâmina escapar e danificar o revestimento cerâmico. Uma dica é não usar serras circulares manuais, que podem danificar a tubulação sob o revestimento.

Tenha em mãos

  • Raspador com lâmina de tungstênio: usada para raspar o rejunte velho/danificado;
  • Broxa: utilize-a molhada para retirar o excesso de pó e resíduos existentes nos espaços entre os revestimentos;
  • Pano limpo: usado na remoção do excesso de umidade;
  • Bandeja plástica: utilizada no preparo da argamassa de rejuntamento;
  • Desempenadeira reta para rejuntamento: usada na aplicação da argamassa de rejuntamento;
  • Esponja: indicada para limpeza e acabamento.

Preparo

Após finalizar o processo de remoção, é hora de fazer o novo rejunte. Para isso, use a Votomassa Rejuntamento Flexível, que deve ser preparado em uma bandeja plástica limpa e seca. Adicione a quantidade de água conforme indicado na embalagem do produto e misture até alcançar uma consistência macia e trabalhável, sem grumos. É necessário deixar a massa em maturação durante 10 minutos e, em seguida, misturar novamente – não acrescentar mais água ou pó de rejunte.

Segundo Coutinho, é de extrema importância seguir o modo de preparo indicado pelo fabricante na embalagem do produto. “A maior parte dos problemas ocorridos com rejunte são decorrentes de erros na preparação e aplicação da massa”, afirma.

Aplicação

O rejuntamento deve ser espalhado com uma desempenadeira de borracha na diagonal, pressionando-a de modo que as juntas sejam completamente preenchidas. Durante o processo, certifique-se de que a massa não esteja apenas cobrindo a junta superficialmente. Para remover o excesso, basta passar a desempenadeira diagonalmente sobre as juntas.

Acabamento

Para iniciar o processo de acabamento, espere entre 15 e 20 minutos a 21°C – mas, no caso de juntas mais largas ou sob temperaturas mais amenas, aguarde entre 25 a 30 minutos. A primeira etapa da limpeza deve ser feita com uma esponja úmida na diagonal sobre toda a área rejuntada. “Em seguida, para finalizar, aguarde aproximadamente 20 minutos e use outra esponja úmida ou um pano seco para remover o pó de rejunte que tenha ficado na superfície”, explica Coutinho.

Quanto maior o nível de rugosidade do rejunte, mais sujeira se acumulará, por isso, o ideal é que o acabamento seja feito de forma que a argamassa fique lisa. Atente-se aos movimentos na hora da limpeza, eles devem ser suaves, pois o excesso de pressão pode remover o rejunte. Se isso acontecer, não entre em pânico: o reparo pode ser feito com aplicação de massa no local danificado.

 

Você sabe fazer um acabamento de parede com qualidade? Conheça técnicas.

 

Compartilhe esta matéria

Mais lidas

Veja também