Votorantim Cimentos
Mapa da Obra - E-book

Descubra como organizar sua loja de materiais de construção

Confira as técnicas para expor seus produtos de maneira correta e realizar mais vendas!

Publicado em 24/05/2018Dicas para impermeabilização de lajes expostas
Impermeabilização de laje exposta pode ser realizada com manta asfáltica ou membrana líquida de poliuretanoCréditos: Shutterstock

Dicas para impermeabilização de lajes expostas

Aplicação realizada de forma correta evita infiltrações e corrosão de armaduras nas lajes

Para evitar que ocorram problemas graves em sua laje, como corrosão de armaduras e infiltrações, é preciso garantir que a impermeabilização de lajes expostas seja feita de maneira correta.

“Os transtornos podem ser enormes, pois as infiltrações podem estar sobre móveis, aparelhos eletrônicos que se deterioram com a presença de água, podem estar também sobre veículos ou tapetes que irão se manchar pela presença de produtos cimentícios carreados pela água que infiltrou pela laje”, explica D’awilla Souza, engenheiro civil da CMO.

No caso de lajes expostas que são acessíveis a veículos, de acordo com Souza, existem duas opções de impermeabilização: a impermeabilização com manta asfáltica de 4 mm ou a impermeabilização a base de membrana líquida de poliuretano. Já no caso de coberturas não acessíveis a veículos, o engenheiro indica utilizar o sistema com a manta asfáltica de 3 mm, a membrana de poliuretano ou até mesmo impermeabilizações a base de pinturas líquidas, desde que nesse último sistema o tráfego de pessoas seja restrito – nos casos em que as lajes não acessíveis.

Impermeabilização de lajes expostas: cuidados

No sistema com as mantas asfálticas, deve-se verificar se a manta está bem aderida ao substrato (laje) e às suas emendas a fim de evitar que ela apresente qualquer abertura, o que ocasionaria um ponto de infiltração. “No caso de impermeabilizações em lajes acessíveis a veículos recomenda-se que a manta seja aderida com asfalto oxidado”, complementa o engenheiro da CMO.

Nos sistemas de impermeabilização com manta é necessário que se faça uma proteção mecânica com argamassa fraca e, posteriormente, que se realize o contrapiso em argamassa ou concreto. Em todas as formas de sistemas (manta ou poliuretano), as superfícies das lajes devem estar completamente secas, ou seja, é importante garantir que estejam livres de umidade na hora de se realizar o procedimento.

 

Passo a passo da impermeabilização de lajes expostas por manta asfáltica

  1. Antes de começar o procedimento de impermeabilização é preciso garantir que a área que será impermeabilizada está limpa e livre de qualquer material que possa obstruí-la;

2. Após realizar a limpeza, deve-se aplicar uma demão de impermeabilizante do tipo primer. Esse produto serve para auxiliar na aderência e deve ser aplicado com uma vassoura de pelo. O profissional precisa esperar secar por aproximadamente 4 horas;

3. Com a superfície completamente seca, o profissional deve esticar a manta asfáltica sobre a área a ser impermeabilizada e cortá-la no tamanho da superfície. Depois desse recorte, ele deve enrolar a manta de novo e começar a aplicá-la.

4. Após esse ponto, é preciso desenrolá-la e aquecer o seu plástico com um maçarico para melhorar a aderência;

5. Com relação à impermeabilização dos ralos, é preciso cortar um pedaço da manta com tamanho de 30 x 30 cm e colocar sobre eles, em seus vãos, em forma de “x”, e virar suas pontas para dentro;

6. Depois de aplicar a manta em toda a área, é preciso realizar um novo corte nela em forma de “x” e dobrar as suas pontas no sentido interior do ralo;

7. No caso de paredes, é preciso aplicar a manta com, no máximo, 40 cm de distância do chão;

8. Posteriormente, deve-se realizar uma sobreposição de 10 cm de uma manta sobre a outra;

9. Já para fazer o acabamento da manta, nos locais em que existe transição de área impermeabilizada com outra que não será revestida pela manta, é preciso aquecer as extremidades da manta asfáltica com o maçarico e moldá-las com uma colher de pedreiro;

10. Também é preciso realizar o teste de estanqueidade. Nele, deve-se tampar os ralos e deixar uma camada de água com cerca de 5 cm por toda a área impermeabilizada por 72 horas;

11. Com relação ao teste, é preciso verificar se houve algum vazamento e, em caso positivo, refazer toda a aplicação;

12. Para finalizar, é necessário realizar uma proteção mecânica no piso já impermeabilizado com cerca de 2 cm de argamassa – que deve ser espalhada com ajuda de uma régua. Já nas extremidades das paredes, é necessário, com desempenadeira dentada, aplicar chapisco colante.

 

 

 

Compartilhe esta matéria

Dicas para organizar sua loja de materiais de construção

Baixe o e-book gratuito e descubra as melhores alternativas para organizar sua loja e melhore o resultado de vendas!

Mapa da Obra - E-book
X