Votorantim Cimentos
Publicado em 11/01/2017Desmoldantes conservam e maximizam o aproveitamento das fôrmas
Operários instalam fôrmas para concretagemCréditos: Topgunza/Shutterstock.com

Desmoldantes conservam e maximizam o aproveitamento das fôrmas

Agente deve ser dissolvido em água para uso em equipamentos de madeira e aplicado puro nas soluções metálicas

Os desmoldantes são agentes líquidos utilizados em concretagens com fôrmas para conservar estes equipamentos, sejam eles metálicos ou de madeira. “A solução maximiza o reaproveitamento das fôrmas, evitando que o concreto fique colado nelas”, explica o engenheiro Roberto Souza, consultor técnico de mercado da Votorantim Cimentos.

Em analogia com o preparo de um bolo, é como se os desmoldantes fossem a manteiga utilizada para untar a assadeira. Assim, a aplicação do produto ainda melhora o acabamento do concreto, minimizando ranhuras que ocorreriam na superfície da estrutura após uma desforma ruim.

Aplicação

O material pode apresentar base mineral ou base vegetal. No primeiro, o composto é mais concentrado e, portanto, utiliza menos água na mistura do que o produto de base vegetal.

O desmoldante utilizado em fôrmas de madeira é solúvel em água. Já para as fôrmas metálicas, o desmoldante deve ser aplicado puro, para não oxidar o equipamento (o que reduz o rendimento do produto em comparação com a opção destinada às fôrmas de madeira). Como o desmoldante para fôrmas metálicas apresenta maior custo, é uma opção explorada apenas por obras não convencionais.

“Diferentemente do concreto poroso característico das fôrmas de madeira, o concreto das fôrmas metálicas é mais adequado quando a superfície precisa ser impermeável, como obras diferenciadas com concreto aparente”, esclarece o consultor.

Em obras com baixa quantidade de fôrmas, a aplicação do desmoldante pode ser feita com pincéis e rolos. Já em obras de porte maior, nas quais a quantidade de fôrmas é elevada, a aplicação costuma ser feita com bomba costal. “Ela fica nas costas do aplicador, parecendo aqueles cilindros de mergulhadores, mas com uma mangueira com gatilho na ponta para passar o produto”, descreve Souza.

Reação com o concreto

Mesmo em contato com o concreto, o desmoldante é uma solução que não se mistura com o material, o que evita contaminações na estrutura.

Como o desmoldante permanece em estado líquido após a desforma, é necessário limpar o concreto para permitir a aderência do chapisco. “A lavagem pode ser feita com água, sabão neutro e escovão de aço”, indica Souza.

 

Óleo diesel não serve como desmoldante

De maneira errônea, algumas indústrias de pré-fabricados em concreto utilizam óleo diesel em vez dos desmoldantes propriamente ditos. Além de agredir o meio ambiente, a prática é proibida pela legislação.

 

Você sabe quais são as características e vantagens dos equipamentos metálicos, de madeira e de plástico?Botão Site

 

Compartilhe esta matéria

Mais lidas

Veja também